Bem-estar para estar bem

As massagens, sempre queridas e onipresentes em todo menu de procedimentos estéticos, ganham status de indulgência máxima em tempos de pandemia que se alonga. Como usar isso a favor do seu negócio? E como dar um up no que parece – apenas parece – algo tão básico no quesito bons tratos ao corpo e à alma?

Karina Hollo @karinahollo

A onda do wellness só faz ganhar força. Pudera: se de um lado o cenário de pandemia que nos enlouquece, nos leva a níveis de stress onipresentes, nos prende em casa, nos impede de viajar, de outro estes tempos sombrios nos impelem a uma busca por algo que consiga minimizar, melhorar, tratar, eliminar este “pacote de mal-estar”. O que resta? Massagens e outros procedimentos – que ficam ainda mais atrativos e poderosos quando cercados de um ambiente bem construído, com cromoterapia e aromaterapia, por exemplo. Fato é que o momento atípico interferiu, de maneira direta, na lista de prioridades das pessoas de maior poder socioeconômico: saem as viagens, entram o bisturi, os aparelhos estéticos e os injetáveis. “As pessoas cada vez mais buscam tratar sinais do envelhecimento e da quarentena na pele, à procura de um efeito ‘antiquarentena’, ou seja, de tratamento da aparência cansada”, diz o cirurgião plástico Dr. Paolo Rubez, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e especialista em Rinoplastia Estética e Reparadora pela Case Western University. Os efeitos da quarentena também podem ser sentidos no corpo com a dieta desregulada e o sedentarismo, trazendo gordurinhas, flacidez e celulite. O fenômeno é mundial: durante a quarentena, aumentou a busca pelo autocuidado. “Agora, as pessoas estão alocando recursos e tempo para cuidar de si mesmas e priorizando coisas que podem ter deixado de lado até então”, diz Paolo. Parte dessa atitude de agir agora e correr às clínicas surge da incerteza com o futuro, já que mesmo com a vacina, não sabemos quando voltaremos à normalidade. Algumas pessoas observam esse período como a chance de investir em procedimentos estéticos. A ideia é a de que, quando tudo voltar ao normal, a aparência deve estar perfeita – e isso justifica o investimento no cuidado estético. “Com o home office, muitos tratamentos que requerem um tempo maior de recuperação, por descamarem a pele ou deixá-la avermelhada, voltaram com força total”, afirma o dermatologista Dr. Abdo Salomão, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Há uma grande procura por tratamentos mais potentes, como a radiofrequência microagulhada Eletroderme, que consegue tratar rugas, manchas, flacidez, cicatriz de acne e estrias. Ela requer um período de recuperação maior, uma vez que a pele pode ficar com eritema e edema”, afirma o médico. “Em meio a todo o estresse e ansiedade, muitos pacientes relatam crises com a própria aparências física”, diz o Dr. Paolo Rubez. “Ninguém jamais se olhou dessa maneira – por tanto tempo ou com tanta frequência – e acho que isso está gerando grande parte da demanda”, diz o cirurgião plástico. Procedimentos estéticos podem, sim, melhorar nossa autoestima, trazendo mais confiança e qualidade de vida.

A força da cor

Se massagens, das relaxantes às drenantes e modeladoras, ganharam importância, garantindo momentos de alívio, elas ficam ainda mais eficientes se associadas a técnicas como a cromoterapia e a aromaterapia. Cada cor tem uma propriedade e vibração diferente, podendo causar efeitos curativos ou calmantes, isso porque além na nossa visão, nosso organismo e corpo também absorvem a energia de cada tom. O vermelho proporciona vitalidade; o azul tem propriedades calmantes, melhorando a qualidade do sono; o rosa simboliza carinho e amor-próprio; o verde espanta a negatividade.

O poder dos aromas

Já no terreno da aromaterapia, não é de hoje que se fala sobre óleos essenciais e seus benefícios para o bem-estar. Esses compostos aromáticos voláteis mudam de estado rapidamente e servem para diversos fins, como proteção, regeneração e reconstrução, tanto que têm sido utilizados há muito tempo em tratamentos de beleza e nas práticas e cuidados de bem-estar. Destilados diretamente a partir de suas fontes vegetais, os óleos essenciais são agentes com múltiplas funções que possuem usos quase inesgotáveis para o bem-estar emocional e físico. “Um dos óleos mais procurados é o Lavanda (Lavender), com propriedades calmantes e relaxantes. O Limão Siciliano (Lemon) é um cítrico poderoso, energizante e contribui para o bom humor”, conta explica Katarina Wagner, engenheira química e responsável pela área de treinamento na dōTERRA Brasil, líder mundial em aromaterapia e óleos essenciais. Outro destaque da marca é a linha Deep Blue™, uma das principais escolhas de massoterapeutas: ele é um mix de óleos essenciais como Wintergreen, peppermint, Sempre-Viva, Camomila Azul e Osmanthus, ideal para pernas e pés cansados.

Os óleos essenciais podem ser utilizados de forma aromática ou tópica, sozinhos ou em misturas complexas, dependendo da experiência do usuário e do benefício desejado. “A Aromaterapia é o tratamento do corpo e da mente por meio do uso de óleos essenciais. Cada planta possui características únicas, que fazem com que seu óleo essencial seja totalmente particular, com funções antissépticas, antibactericidas, ansiolíticas”, conta a aromaterapeuta Giovanna Fischer, da Essentiols. E por isso é tão importante entender tudo que contém cada gotinha do precioso óleo essencial. Cada óleo possui de 100 até 300 moléculas químicas em sua composição, com um tipo de família química, tornando-se uma substância complexa. Nosso corpo absorve essas moléculas químicas, que primeiro passam pelo olfato e atingem nosso sistema límbico, via corrente sanguínea, influenciando nossas emoções”, continua ela. Ou seja, eles atuam de forma terapêutica e também no nosso emocional, invocando memórias olfativas.

“O uso da Aromaterapia e Cromoterapia já fazia parte dos meus atendimentos em domicílio. Além do cheirinho, que é uma delícia, sabemos que a Lavanda e a Luz Azul, por exemplo, que são os mais pedidos, também trazem um bem-estar, relaxamento, combatem insônia, ansiedade, dores de cabeça…”, conta a esteticista e cosmetóloga Monica Turqui. Ela diz que ao chegar na casa do paciente, sempre pergunta qual opção de aroma mais agrada (tem sempre quatro opções, dentre elas Lavanda, que é a queridinha por sua ação calmante; Alecrim por sua ação estimulante, antioxidante; Laranja doce que alivia ansiedade; e Hortelã Pimenta que alivia dores musculares, desobstrui vias nasais, e energiza). E também faz uso da cromoterapia para uma combinação ainda mais perfeita. “Além de tornar o ambiente aconchegante e acolhedor, a aromaterapia tem poderes medicinais, que ajudam a melhorar a saúde da mente, do corpo, emocional e física.”

Como usar aromas para criar um ambiente ou potencializar o efeito de massagens

Que eles atuam no nosso sistema límbico e ativam nossas memórias emocionais, já se sabe. “Mas muito vem sendo estudado a respeito a ação neurológica dos óleos essenciais – e descobriu-se que são capazes, inclusive melhorar os efeitos da depressão e da ansiedade”, conta Samia Maluf, psicóloga e pesquisadora de óleos essenciais. “Em um momento no qual estamos todos preocupados, estressados  e vivendo perdas – de liberdade, de trabalho, financeiras, de entes queridos, eles se tornam uma ferramenta poderosa.” Quer mais? Essas substância também têm atuação estética, melhorando o aspecto da pele e até da celulite. O de cedro é outra opção similar. “É a tradução de que corpo e mente estão interligados”, continua a especialista. Samia conta que o óleo essencial de laranja, por exemplo, trabalha como modulador ansiolítico potente, além de termogênico. E para massoterapeutas que precisam aliviar contraturas, por exemplo, recomenda óleo essencial de hortelã pimenta ou de gengibre. “A escolha de um óleo essencial depende da experiência que o próprio aromaterapeuta viveu, além de estudos das propriedades dos mesmos. Assim, temos como ferramenta fazer uma anamnese o mais completa possível sobre a qualidade de vida do cliente. Se este pratica atividade física, como e o que ele come, qualidade de sono, horas de trabalho, etc. Além da expectativa ou motivo que o faz buscar esse tipo de prática, para assim definir com mais precisão quais óleos promoveriam melhores efeitos”, fala Marcos Yshida Ferrari, Reikiano e formado em Terapia Thai, é terapeuta no Kurma Spa e estuda Aromaterapia desde 2016. O óleo essencial diluído tem uma melhor absorção pela pele e vai para corrente sanguínea, deste modo durante a massagem os benefícios são mais perceptíveis e diretos. Além do alívio imediato da pressão palmar, também facilita o deslizamento ao longo dos meridianos”, ensina Marcos. Lógico que eles são uma ótima pedida para aromatizar a cabine de massagem – e então as opções são lemongrass, ho wood, petit grain. Mas o poder dessas substâncias traz mais do que apenas criar um ambiente agradável.“Vale usar esses compostos aromaticamente ao inalar (aplicando gotinhas de óleo essencial diluído em água no difusor) ou diluir em óleo vegetal (azeite extra virgem, óleo de coco, por exemplo) e aplicar direto na pele para massagem”, ensina Giovanna, que entrega algumas dicas de usos dos óleos essenciais:

LAVANDA: Dilua 3 gotas de óleo essencial de Lavanda em óleo de amêndoas para uma massagem relaxante.

LIMÃO: Use óleo essencial de Limão como spray multifuncional para limpar e purificar superfícies, aplique algumas gotas no difusor de ambientes para sentir melhora no ânimo e nível de energia, além de refrescar o ambiente. “Pode ser misturado com argila e água para uma máscara para tratamento de peles oleosas. Fica super glow!”, diz a especialista. Não se esqueça de não expor ao sol, pois é fototóxico.

MELALEUCA (Tea Tree): desinfetar feridas. Também com gripes, respiração, e descongestionante. Além de acalmar.

PEPPERMINT: dores de cabeça e perda de olfato. Traz energia e revigora.

5 ideias para deixar o momento de massagem ainda mais atrativo para suas (seus) clientes

  1. Invista em som ambiente agradável. A música do período clássico é reconhecidamente reconfortante e calmante (tanto que se indica seu uso durante a gestação para acalmar o bebê no útero e a futura mamãe em momentos de ansiedade).
  2. Aposte no poder das cores. Como dito acima, na palavra de experts, a cromoterapia age, sim, sobre os humores – estimulando, acalmando e dando sensação de bem-estar e até mesmo alegria. Seja com aparelho próprio, seja com o tom das paredes nas salas de atendimento, seja com luzes direcionais nas macas é opção certa.
  3. Acredite no efeito dos aromas. Um sem-número de estudos comprovam a ação dos óleos essenciais nos mais diversos tratamentos, em especial os que buscam como efeito a calma, a tranquilidade, o equilíbrio. Massagens feitas com os blends específicos, difusores de ambiente ou aplicação profissional dos óleos puros são de grande valia para os tratamentos estéticos.
  4. Crie ambientes confortáveis. As macas podem receber mantas quentinhas, lençóis de toque aveludado, travesseiros com recheios de alta maciez, almofadinhas estrategicamente perfumadas para apoio de cabeça, pescoço, joelhos e outros pontos.
  5. Teste acessórios diferentes. O toque das mãos é algo precioso para todo praticante de massoterapia, porém, usar equipamentos como pindas, pedras quentes, rollers, massageadores pode dar uma outra dimensão à massagem.

“O uso da Aromaterapia e Cromoterapia já fazia parte dos meus atendimentos em domicílio. Além do cheirinho, que é uma delícia, sabemos que a Lavanda e a Luz Azul, por exemplo, que são os mais pedidos, também trazem um bem-estar, relaxamento, combatem insônia, ansiedade, dores de cabeça…”,

Monica Turqui, esteticista e cosmetóloga

“Em um momento no qual estamos todos preocupados, estressados e vivendo perdas – de liberdade, de trabalho, financeiras, de entes queridos, eles se tornam uma ferramenta poderosa”

Samia Maluf, psicóloga e pesquisadora de óleos essenciais

Somos uma empresa com coração e alma humanos. E a humanidade nos traz inquietude para buscarmos sempre o novo, discernimento para abraçarmos as causas certas, coragem para seguirmos adiante mesmo em face de tempos difíceis, orgulho para mostrarmos a grandiosidade do segmento brasileiro.

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.