Vantagens dos bioestimuladores de colágeno

Os preenchedores faciais são um dos métodos mais procurados para melhorar a estética facial, a fim de proporcionar uma face mais jovial e natural, permitindo a restauração de volumes e contornos perdidos no processo de envelhecimento, que provoca diminuição gradativa da síntese de colágeno, resultando em uma pele mais fina e elástica.

E com o passar dos anos, a velocidade do envelhecimento aumenta e isso, muitas vezes, pode gerar desconforto em muitas pessoas. Para atenuar esse processo, usamos o bioestimulador de longa duração, que atua efetivamente na prevenção desse envelhecimento, trazendo assim o rejuvenescimento imediato. Dessa forma, os bioestimuladores de colágeno são excelentes aliados no tratamento contra a flacidez e o aparecimento de rugas, bem como ajudam a retardar o processo de envelhecimento cutâneo.

Principais benefícios

– Efeito lifting;

– Melhora da textura da pele;

– Prevenção do envelhecimento;

– Efeito com aspecto mais natural;

– Boa duração;

– Espessamento da pele em cerca de 50%.

Evolução

Os procedimentos minimamente invasivos revolucionaram o tratamento para o rejuvenescimento facial: os preenchedores dérmicos expandiram o seu conceito para não apenas tratar das linhas finas e rugas, mas passou a incluir a correção da perda de volume e da face envelhecida.

Dentre os preenchedores faciais, os bioestimuladores ganharam popularidade no mercado dermatológico, tendo como principal objetivo melhorar o aspecto cutâneo, agindo de forma ativa nas camadas mais profundas da pele, além de também devolver o volume facial perdido, de forma sutil e com aspecto natural, através do estímulo à formação de novo colágeno dérmico. Por isso, os produtos não são aplicados diretamente nas rugas, sulcos ou linhas, e sim nas áreas côncavas e com sombras que perderam gordura, buscando um tratamento tridimensional, atuando na perda de volume.

Os bioestimuladores são classificados quanto à durabilidade e à absorção pelo organismo, existindo os absorvíveis, cuja absorção é feita pelo próprio organismo através de mecanismos fagocitários naturais, e os semipermanentes, que possuem duração entre 18 meses e 5 anos.  Existem excelentes opções com características únicas, e a escolha deve ser feita pelo profissional de acordo com a individualidade de cada paciente, levando em consideração o local de tratamento, a experiência do profissional com o produto, a expectativa do paciente com relação aos resultados, tempo para obtenção do resultado, e outras variáveis.

Denise Santana (@dradenisesantana) é graduada em Odontologia (USP) e Biomedicina Estética, especialista em Implantodontia e com expertise em harmonização facial através do M.A.R.C. Institute (Miami Anatomical Research Center), nos Estados Unidos.

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.