O futuro do relacionamento com o cliente passa pelo digital

Qual é o melhor canal, hoje, para comunicar o lançamento de um produto de beleza? Caso o anunciante possa investir em um único canal, a publicação de posts pagos em redes sociais parece ser a melhor opção nestes tempos de digitalização global. É o que mostra pesquisa realizada pela startup Opinion Box com exclusividade para a Flora, indústria detentora de marcas como Minuano, Francis e Neutrox, esta última com história de sucesso de longa data no mercado dos cuidados pessoais com aparência.

O levantamento, realizado há quatro meses, com 518 entrevistados, nas cinco regiões do País, apontou que 47% dos brasileiros se informam sobre novidades de higiene e beleza por meio de posts patrocinados nas redes sociais (paid display). Esse número é ainda maior se considerarmos apenas as mulheres – 59% delas afirmaram terem conhecido novos produtos dessa maneira.

Mas, atualmente, é difícil apontar tendências que realmente se consolidem com o tempo. Isso porque o próprio conceito de tendências vem se modificando rapidamente. A mudança constante traz um fenômeno interessante: não existe tempo para que uma tendência se desenvolva. Se antes um movimento era observado em determinada região específica do planeta, estudado, e, somente posteriormente, espalhava-se para o restante do mundo, hoje todas estas etapas ocorrem de maneira simultânea.

Por isso, observar as tendências que podem ser promissoras para o seu negócio, deixou de ser algo que busca adiantar de alguma forma o futuro para tornar-se o vivenciar destas oportunidades AGORA e preparar-se, então, para o futuro. Nesse sentido, convém utilizar de forma racional as redes sociais. No período mais crítico das restrições, em virtude da pandemia, a forma de consumo teve sua transformação acelerada e mais clientes preferiram diversificar os meios de entrar em contato com a empresa. As mensagens de texto ganharam destaque.

Esse crescimento pode ter sofrido influência das novas opções implementadas por grandes empresas, como o Business Messages, pelo Google, e também a oportunidade de incorporar pagamentos pelo próprio aplicativo do Whatsapp, além do Business Chat da Apple.

Parte desta transformação está relacionada ao fato de que os próprios clientes utilizam mais os aplicativos de mensagem no dia a dia. Esse tipo de contato transmite mais proximidade do que formulários, por exemplo. O formato tem seu uso otimizado e intuitivo nos dispositivos mobile. Presume-se que o tempo de resposta não será imediato, mas, ainda assim, mais rápido do que outras formas de atendimento. Por fim, torna-se mais fácil acompanhar a conversa. Para saber se vale a pena implementar essa forma de contato com seus clientes não há segredo: entenda o que o consumidor espera de você. Só é válido permanecer com os canais de comunicação que tornem a experiência de seu cliente mais positiva. Seja por estratégia digital com influenciadores, seja na comunicação on-line.

Caio Camargo é jornalista, especializado em política e economia, Pós-Graduado em Comunicação Comparada na Universidade de Navarra, Espanha. Ao longo de sua carreira foi repórter, editor e âncora dos principais jornais das TVs Globo, Record e Cultura e das Rádios Bandeirantes e Eldorado. Atualmente é consultor de negócios da comunicação e marketing e colunista do setor.

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *