Estética Íntima: Tratamentos de Sucesso

No mercado mundial da beleza e saúde, a Estética Íntima vem ganhando cada vez mais destaque.

As mulheres brasileiras, por exemplo, são as primeiras no ranking mundial em buscar tratamentos íntimos, o que faz com que vários especialistas da beleza e saúde procurem se atualizar mais nesse segmento.

Para quem deseja entender melhor essa área de atuação, bem como profissionais da beleza e saúde que tenham interesse em investir, além de oferecer uma excelente opção para seus clientes /pacientes, faço uma breve explicação sobre o tema.

O que é Estética Íntima?

É um conjunto de técnicas estéticas para o tratamento e cuidado com a região genital e áreas sensíveis do corpo, e afecções relacionadas às fases da mulher, como adolescência, maturidade, maternidade, menopausa. Com os avanços da Estética da tecnologia e dos cosméticos tornou-se possível oferecer diversos tratamentos não cirúrgicos e com resultados incríveis no resgate da beleza e autoestima.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), alterações na saúde sexual de uma pessoa podem interferir diretamente na qualidade de vida, relação negativa com a sua autoimagem, depressão e angústia.

Como qualquer área do nosso corpo, a região íntima também passa pelos processos de envelhecimento. Outros fatores também podem levar a mudanças significativas na região íntima, como obesidade, tabagismo, alcoolismo, processos de depilação incorretos, gestações, vestimentas apertadas e até o uso de algumas medicações.

O que pode ser tratável na Estética Íntima?

As opções para a indicação de tratamento na estética íntima são: clareamento, rejuvenescimento, gordura localizada (região do Monte Vênus), foliculite e cicatrizes.

É importante entender que a Estética Íntima abrange a região externa da genitália, denominada vulva, o que difere das modalidades de tratamento da função da genitália, como, por exemplo, perda de urina, secura excessiva e vaginismo. Esses tratamentos de reabilitação são realizados por especialidades diferentes da saúde.  Então vamos conhecer um pouco mais das opções de tratamento na Estética Íntima.

Clareamento: é o tratamento para o escurecimento da pele que pode acontecer por diversos motivos e tende a aumentar gradativamente com o tempo, principalmente se não houver a prevenção contra o agente causador. Algumas das principais causas do escurecimento da pele são: a falta de hidratação na pós-depilação, seja com cera ou processos à laser/luz, atrito excessivo com roupas, influências hormonais que ocorrem na gestação ou menopausa, diabetes ou patologias que alteram a fotossensibilidade. Inclusive, o escurecimento pode ocorrer em regiões do corpo que não são expostas ao sol.

Neste sentido, os cosméticos podem oferecer tratamentos com rápidos resultados, sem causar descamação excessiva, e com efeito despigmentante e  regenerador, respeitando o pH da região (3,5 – 4,5), além de não gerarem efeito rebote.

Em regiões íntimas, geralmente, quanto menos houver agressão na pele, mais a probabilidade de resultados.

Protocolos em cabine semanal e home care também complementam uma terapia de sucesso, e os principais ativos despigmentantes são: vitamina C, niacinamida, alpha-arbutin, ácido fítico, TGP-2 peptídeo entre outros.

Outra terapia de bastante sucesso em resultados é a Luz Intensa Pulsada, com indicação em fototipo alto, onde oferece um resultado de fragmentação da mancha e cauterização dos vasos de nutrição do melanócito. Desta forma, é possível gerenciar a pigmentação excessiva.

Rejuvenescimento: é um tratamento cujo objetivo principal é associar técnicas que estimulam a produção de colágeno, e melhoram a flacidez e cicatrizes. Com rido material em publicações cientificas, a radiofrequência desponta na técnica mais utilizada e com resultados clínicos desde a primeira sessão. A aplicação da radiofrequência é realizada com as ponteiras terapêuticas na região externa da genitália (vulva). As técnicas de marcações e aplicações da radiofrequência já estão muito bem descritas e tornam o procedimento muito seguro em associações com cosméticos, que nutrem o tecido, aumentam a performance e potencializam o resultados desde a primeira sessão, fazendo com que as clientes respondam positivamente à proposta.

Gordura Localizada: tratar a gordurinha no Monte Vênus (ou também chamado Monte Púbico) traz diversos benefícios estéticos às mulheres que sentem o incômodo de seu volume, que pode marcar nas roupas, vestidos e até no uso de biquínis quando vão à praia ou piscina.

Antigamente o único tratamento disponível era cirúrgico. Entretanto, com a evolução das técnicas estéticas, os profissionais começaram o tratamento como a criolipólise, que elimina definitivamente as células de gordura através do congelamento controlado, com enzimas redutoras através da técnica de caneta pressurizada e, até mesmo, com o uso de ultrassom microfocado e macrofocado utilizando ponteiras mais específicas para eliminar a gordura sem deixar flacidez, em uma sessão única e sem afastamento da cliente de sua rotina diária.

Mas não se deixe enganar. A avaliação estética é importantíssima para traçar a melhor conduta. Também não se pode confundir a gordura localizada com as aderências de cicatrizes pós-cirúrgicas na região íntima.

Foliculite: é uma inflamação na pele que resulta na obstrução dos folículos e dificulta a saída dos pelos. Esse quadro inflamatório causa bolinhas vermelhas, coceira e manchas na pele e pode ser motivado por uma série de fatores, dentre eles: a depilação feita com lâmina de forma incorreta; áreas de constante atrito, como o uso de calcinhas, calças e shorts apertados; além de calor e suor que são causados pelo abafamento das roupas.

Os tratamentos mais indicados para foliculite são as técnicas que eliminam os pelos definitivamente, como o laser, led ou luz pulsada, onde geram calor profundo e cauterizam o bulbo do pelo (que para de crescer).

Uma alternativa com baixo custo é o equipamento de alta frequência, com os efeitos bactericida, fungicida e cicatrizante, que elimina o foco de baterias, diminuindo a proliferação. Cicatrizes: as decorrentes depós-cesariana e pós-parto vaginal (episiotomia) podem trazer muito desconforto para as mulheres, além de sensação de coceira, repuxamento e até aderência, inclusive na hora do sexo. Também trazem desconforto com as roupas que ficam raspando e acabam atrapalhando no dia a dia. Neste caso, as opções de tratamentos estéticos são as técnicas de microagulhamento.

Daniela Moleiro @danimoleiro_ é formada em Fisioterapia e pós-graduada em Dermatofuncional, esteticista facial e corporal, especialista em laserterapia e equipamentos de alta tecnologia, CEO do SPA Soul, palestrante no Brasil, Portugal e Estados Unidos e desenvolvedora de protocolos de tratamentos e harmonização de Estética Íntima.

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.