Dia de clássico

Ok, ok. A gente ama uma tecnologia nova, um aparelho high tech, um avanço das máquinas. Mas… verdade seja dita! Não há como perdermos de vista a importância de certos equipamentos ditos tradicionais, base de quase todas as conquistas e progresso estéticos! Por isso mesmo, dedicamos esta reportagem a estes “clássicos” que estão saindo do esquecimento e voltando à moda com muito sucesso de performance

Karina Hollo (@karinahollo)

O mundo da beleza e da estética parece ser movido a novidades. E com tanta evolução tecnológica, muitas (os) profissionais acabaram encostando as máquinas mais antigas e indo atrás do último lançamento do mercado. “Mas aí veio a pandemia, muita gente não pode comprar o aparelho mais recente… Sem falar que os pacientes já estão cansados dos mesmos procedimentos”, analisa a biomédica e bacharel em estética Alexandra Vicentini, de São Paulo, entendendo que foi o momento ideal para estudar e reestruturar os protocolos utilizando os equipamentos que sempre funcionaram e que estavam parados – como a corrente russa, a eletroestimulação, a boa e velha endermologia, que muita gente não usava mais. “Entre esses aparelhos que estavam parados, vemos até o ultrassom, um incrível faz-tudo”, fala Alexandra.

Ela explica que enquanto a corrente russa ajuda muito a definir o corpo, aumentar a massa magra, tonificar e, dependendo do procedimento, pode ser associada para proporcionar gasto de gordura. “O ultrassom é outro equipamento antigo que sempre vai garantir resultado se você souber usá-lo direitinho”, diz Alexandra. Ele combate a celulite, a gordura localizada, pode ser empregado no pós-operatório… “É curinga para tudo, ajuda até no tratamento da flacidez. A profissional só precisa saber de que forma utilizar em cada procedimento. Em uma certa frequência, vai trabalhar queima de gordura, em outra, estímulo de colágeno. O que é preciso é estudar para saber como usar em cada função. Esse é o segredo para montar protocolos com as terapias que estavam fora de uso”, diz Alexandra.

A alta frequência da maletinha facial, que também andava esquecida, está sendo usada em protocolos para melhorar a queda de cabelo e acelerar o crescimento dos fios. “A endermologia, que havia sido deixada de lado, melhora os contornos corporais, aumenta a circulação e, dessa forma, a permeação dos produtos que são aplicados”, diz a biomédica, que aposta em associações para ter melhores resultados.

É básico!

“Microcorrente, corrente russa, os clássicos da eletroterapia em geral, são os equipamentos básicos. Quem não sabe usá-los e ganhar dinheiro com eles também não vai conseguir com as tecnologias mais recentes”, observa a esteticista Edy Guimarães. Ela reflete que para ter uma boa Clínica de Estética é preciso ter o básico que são os clássicos, para compor com as novas tecnologias. “Eles nunca vão embora. Eu, por exemplo, sempre fui fã da microcorrente para os cuidados faciais, tanto nos meus atendimentos na clínica, quanto na minha rotina de cuidados, quando utilizo os famosos devices, que ajudam com a maior permeabilidade de produtos, garantindo um resultado ainda melhor dos protocolos, sem contar a ação incrível nas fibras de colágeno”, diz Edy. “Nos atendimentos, ela sempre esteve presente, quanto mais baixa a frequência, melhor a permeação dos produtos. Sendo assim, ajuda no dia a dia em cabine”, conta.

Associação de sucesso

O lado bom de apostar nos clássicos? “A garantia de saber que já tem resultado é um diferencial. E poder associar: quanto mais se unem os tratamentos, melhores os resultados”, diz ela, ressaltando que se você batalhou tanto para comprar um equipamento, não tem por que, algum tempo depois, deixá-lo lá encostado. “Em um Centro de Estética, não tem cabimento alguns equipamentos ficarem parados porque as colaboradoras querem usar só os mesmos. Aí, você quer marcar paciente e não tem como. A radiofrequência está ocupada? Troca para ultrassom. Dessa forma, consegue atender mais pessoas fazendo rodízio de tratamentos com os equipamentos. É bom até porque o corpo não se acostuma, recebe outros estímulos, e a resposta é sempre melhor”, finaliza Alexandra. 

Somos uma empresa com coração e alma humanos. E a humanidade nos traz inquietude para buscarmos sempre o novo, discernimento para abraçarmos as causas certas, coragem para seguirmos adiante mesmo em face de tempos difíceis, orgulho para mostrarmos a grandiosidade do segmento brasileiro.

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.