Radiofrequência

0
526

Com temperaturas mais frias, o inverno requer tornar o tratamento estético de seu cliente mais prazeroso.

Uma opção é o uso da radiofrequência, que converte a energia eletromagnética em efeito térmico.1 Esse tipo de calor, além de proporcionar uma sensação agradabilíssima, induz à contração das fibras colágenas existentes e estimula a formação de novas fibras, tornando-as mais eficientes na sustentação e remodelamento do tecido.2

É considerada uma das técnicas mais inovadoras dos últimos anos na área de estética para o rejuvenescimento não ablativo da pele. Este método permite reduzir a flacidez tissular, as rugas e o envelhecimento.3

Comumente é utilizada para tratar de forma não invasiva as alterações do contorno corporal, influenciando adipócitos e, conseqüentemente, melhorando a aparência da celulite e da gordura localizada.4

Com o avanço da tecnologia, novas propostas chegam as mãos dos profissionais para facilitar ainda mais a prática clínica, entre elas, a radiofrequência multifrequencial e multipolar, com controle de emissão de alta potência.

O sistema multifrequencial é composto por diferentes frequências, onde é possível ao profissional, estabelecer a profundidade alvo do tratamento, a velocidade na geração do calor e a sua manutenção por um tempo determinado.

Com a tecnologia multipolar, é possível abranger todas as alterações estéticas em várias regiões de tratamento com diferentes protocolos, de forma eficaz, segura e prática.

No inverno, ofereça ao seu cliente um tratamento estético que produza bem estar aliado a resultados garantidos e com certeza, sua agenda profissional não sofrerá com as intempéries climáticas.

  1. Agne JE. Eletrotermofototerapia. 1. ed. Santa Maria: O autor, 2013.
  2. Carvalho GF, Silva RMV, Mesquita, JJT, Meyer PF, Ronzio AO, Medeiros JO, Nóbrega MM. Avaliação dos efeitos da radiofreqüência no tecido conjuntivo. Revista Brasileira de Medicina. Especial Dermatologia, v.3, n.68; p 10-25, 2011.
  3. Alvarez N, Ortiz L, Vicente V, Alcaraz M, Sánchez-Pedreño P. The effects of radiofrequency on skin: experimental study. Lasers Surg Med. 2008 Feb;40(2):76-82.
  4. Beasley KL, Weiss RA. Radiofrequency in cosmetic dermatology. Dermatol Clin. 2014 Jan;32(1):79-90.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here