Um guia sobre condicionadores

0
76

shutterstock_125220785

Em meio a promissores óleos, CC cream capilar, primer, leave-in, ampolas e máscaras de variados efeitos, o condicionador vem perdendo a devida atenção embaixo do chuveiro. No entanto, o produto, básico e disponível nas mais diversas faixas de preço, é determinante para o aspecto dos fios. “Sua função primordial é fechar as cutículas do cabelo que foram abertas pelo xampu. Assim, ele recupera a maciez e o brilho e diminui o frizz”, explica o cosmetólogo Maurício Pupo, de Campinas (SP). Justamente por isso, é também um excelente protetor contra as agressões externas. Mas, para que o milagre aconteça, é preciso usar a versão certa para o seu cabelo, que varia de acordo com os procedimentos químicos realizados e com o tipo dos fios. “A opção errada pode deixá-los pesados e com excesso de oleosidade ou simplesmente não provocar o resultado desejado”, alerta a cabeleireira Cris Dios, do salão Laces and Hair, em São Paulo. Veja como escolher o seu:

Cabelo oleoso
Virgem: “Quanto mais fluidos os condicionadores, menos gordurosos e mais adequados a esse tipo de fio”, diz Pupo. Os melhores ativos são os naturais, mais leves, como aloe vera, alecrim e macadâmia. Boa opção: Equilíbrio Oleosidade, Acquaflora, R$ 25*
Com alisamento: Suas mechas precisam de aminoácidos e proteínas capazes de reparar as cutículas danificadas. Manteigas não gordurosas, como a de karité, ajudam a repor lipídios e ceramidas, dois hidratantes naturais. Boa opção: Biolage Hydrasource, Matrix, R$ 50*
Com luzes ou coloração: “Mesmo os fios oleosos ficam mais secos e porosos nessas condições”, diz Cris Dios. Devolva a hidratação com aqueles que têm silicone, óleo mineral e antioxidante. De quebra, protegem a cor. Boa opção: Color-Vive, Elseve, L’Oréal Paris, R$ 10*

Raiz oleosa e pontas secas
Virgem: Use, somente nas pontas, condicionadores que hidratam e controlam o frizz. Proteínas da seda, gérmen de trigo, óleo de amêndoa e macadâmia vão ajudar nessa missão. Boa opção: Cristalliste Lait Cristal, Kérastase, R$ 135*
Com alisamento: “As perdas de proteína e de lubrificação deixam as pontas ainda mais secas, pedindo ativos como aminoácidos e queratinas em alta concentração”, diz a dermatologista Maria Fernanda Gavazzoni, pesquisadora do Pantene Institute no Brasil. Boa opção: Penetraitt, Sebastian Professional, R$ 114*
Com luzes ou coloração: “Como os fios estão sensibilizados, prefira produtos à base de silicones, que protegem e condicionam melhor, evitando quebras”, diz Pupo. Outra forte aliada é a queratina, que atua especialmente nas pontas danificadas. Boa opção: Proteção da Cor, Nativa SPA, O Boticário, R$ 32*

Cabelo seco
Virgem: Como seus fios não têm química, produtos com alto poder de hidratação já dão conta do recado. Vá de condicionadores com óleos como de amêndoa e argan embutidos na fórmula. Boa opção: Hidratação Reparadora, Natura Plant, R$ 18*
Com alisamento: Os ativos alisantes são muito agressivos – ainda mais para os fios secos. A palavra de ordem, portanto, é reconstrução. Para isso, aposte em proteínas, aminoácidos e manteigas hidratantes. Boa opção: Advanced Keratin Repair, Pantene, R$ 38*
Com luzes ou coloração: Esses procedimentos atuam na parte mais profunda do fio. Adote condicionadores superconcentrados, capazes de reconstruir a massa capilar. Bons ativos: proteínas, manteigas e pantenol. Boa opção: Lumino Contrast, L’Oréal Professionnel, R$ 124*

Fonte: Claudia 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here