Taping Linfático ou Linfotaping

0
9531

linfotaping_formazione_1_450hHá mais de um ano tive o prazer de fazer uma formação com certificação de validade internacional no método Kinesio taping e busquei o curso porque queria realmente ver a ação dessa bandagem na minha área de atuação específica.

Para quem não sabe o Kinesio taping ou Bandagem elástica neurofuncional é conhecida no mercado por diversas marcas e nomes (como Curetape®, Elastictape, Kinesio Tex Tape, Kinesiotape®, Kinetape, K-fita ®, Physiotape®). Trata-se de uma técnica que se tornou popular em todo o mundo após os Jogos Olímpicos de 2008, onde a fita colorida foi vista em diversos atletas atraindo a atenção do mundo e vem sendo utilizada amplamente por fisioterapeutas do mundo todo.

Os benefícios incluem desde a remoção de congestionamento dos tecidos (redução de edemas), incremento da circulação e drenagem linfática, melhoria da função muscular, regulando o seu tonus, aliviando dor, corrigindo a direção de movimento, suporte da função conjunta da estimulação da propriocepção, corrigindo a direção do movimento, aumentar a estabilidade articular e neuro-reflexiva.

O Linfotaping ou taping linfático é uma das formas de aplicação das bandagens elásticas neurofuncionais específica para desordens do sistema circulatório e linfático. A técnica utiliza uma fita adesiva (bandagem) de material, textura e elasticidade semelhante a da pele. Através da colocação dessas bandagens a pele é “elevada” e desta forma os filamentos de ancoragem (que abrem os vasos linfáticos iniciais) são tracionados, permitindo a drenagem de substâncias, até então congestionadas no interstício (espaço entre os tecidos abaixo da pele). Assim o linfotaping estimula a movimentação destas substâncias através de todo o sistema linfático, favorecendo a sua absorção (Gwang-won., 2005).

Uma revisão sistemática feita em 2010 afirma que são poucos os estudos científicos com qualidade metodológica que afirmem a eficácia da técnica, ressalta que muitas formas de aplicação são realizadas baseadas em experiências e prática clínica, mas ressalta que a técnica é segura e que não apresenta complicações se executada da forma correta. Em relação a ação sanguínea e linfática três trabalhos de qualidade são citados que sugerem o incremento desses sistemas apesar da necessidade de maiores estudos. Eu particularmente tenho aplicado a técnica desde que fiz o curso e tenho adorado os resultados, especialmente para manutenção de resultados, em pacientes com linfedema, em períodos pré-mensntruais e pós operatórios de cirurgias estéticas.

É uma técnica de custo acessível, de boa aceitação pelos clientes e pacientes e com um excelente potencial para protocolos. Tenho percebido uma melhora expressiva nas minhas clientes e pacientes e alguns médicos cirurgiões com que trabalho já tem aprovado o resultado e me solicitam que o procedimento seja realizado em suas pacientes, mantendo assim o resultado conseguido nas sessões e até aumentando o intervalo entre as mesmas.

Vale a pena estudar e conhecer mais dessa técnica que extrapolou a ortopedia e o esporte e invade aos poucos a dermato-funional! Ressalto que a maioria dos cursos aborda de forma muito superficial os benefícios do linfotaping já que o foco maior esta na ortopedia e que cursos direcionados apenas para isso devem primeiramente abordar a base da técnica pois infelizmente tem muitos profissionais aplicando a técnica de qualquer jeito e sem seguir os princípios da mesma. Fique de olho! Qualquer dúvida estou a disposição.

Referências

Gwang-won K. Medical Taping Concept Enschede: FysioTape BV; 2005.

Buccoleri M. Due casi di Linfotaping in ausilio al drenaggio  linfatico manuale. Taping NeuroMusculare. 2005; 3: p. 8.

Kase K, Wallis J, Kase T. Clinical Therapeutic Applications  of the Kinesio Taping Method. 2nd ed. Endo A, editor.  Tokyo, Japan: Kinesio Taping Association; 2003

Tsai HJ, Hung HC, Yang JL, Huang CS, Tsauo JY. Could Kinesio tape replace the bandage in decongestive lymphatic therapy for breast-cancer-related lymphedema? Support Care Cancer. 2009: p. 1353-1360

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here