Simbiose cliente-profissional como base para o sucesso dos tratamentos estéticos

0
342

Em Biologia, o termo simbiose caracteriza uma relação mutuamente vantajosa, na qual, dois ou mais organismos diferentes são beneficiados por esta associação. Para que a relação seja denominada como simbiótica, deve haver obrigatoriedade envolvida. Ou seja, um organismo não vive sem o outro, como é o caso dos líquens (simbiose entre algas e fungos).

Assim é (ou pelo menos deveria ser) a nossa relação com nossos clientes. Aposto que em algum momento de sua caminhada profissional você já encontrou algum tipo de dificuldade por não conseguir estabelecer devidamente esta “simbiose” com seu cliente e talvez nem tenha se dado conta disso. É realmente muito difícil conseguir criar esse tipo de laço, mas a boa notícia é que existem algumas maneiras para que a relação cliente-profissional seja estabelecida nos moldes da simbiose.

Atualmente contamos com muitos equipamentos de última geração, com produtos altamente eficazes e técnicas cientificamente comprovadas para tratar os mais diversos distúrbios estéticos. Porém, não podemos menosprezar a importância da relação humana que diariamente desenvolvemos com nossos clientes. Como podemos tratar uma hipercromia se o cliente não usa o filtro solar recomendado ou não usa da maneira correta? Como podemos tratar um quadro de gordura localizada se o cliente não melhora a sua alimentação? Como podemos obter resultados satisfatórios se somente nós, profissionais, fazemos a nossa parte no acordo?

Então, quais são as formas de engajar os nossos clientes? Como podemos assegurar que ambos os lados da interação cliente-profissional trabalhem em prol de obter benefícios reais?

O cliente precisa entender que ele é o principal agente de transformação do seu problema estético. De nada adianta frequentar a clínica ou consultório, se ele não estiver realmente disposto a mudar. Esta é a regra número um: conscientização e responsabilidade.

Veja o significado da palavra “engajar”: é o ato de fazer pessoas, sociedades, áreas, grupos a participar ou colaborar em algo ou assunto em questão. É exatamente isso que precisamos para obter sucesso nos tratamentos estéticos! Precisamos que nossos clientes colaborem com o tratamento, precisamos de seu engajamento!

Já sabemos que a regra número um é a conscientização e transferência de metade da responsabilidade para o cliente, ele precisa compreender que é parte do “jogo”. O segundo passo é ser claro, honesto e tirar todas as dúvidas dele durante a avaliação. Um cliente bem orientado e esclarecido tem mais chance de seguir o passo a passo do home care corretamente. Aliás, uma ótima dica é disponibilizar um guia de como usar os produtos, com os horários de utilização e demais recomendações. Um espaço para que ele anote suas dificuldades e/ou dúvidas também é muito válido. Assim, vocês podem saná-las juntos na próxima consulta. Observe: “saná-las juntos”, a simbiose está sendo consolidada!

Mostre a cada consulta a evolução do seu cliente, use todos os artifícios disponíveis para posterior comparação. Fotografe, meça, pese, documente e parabenize-o sempre pelas conquistas. Não há melhor maneira de engajar alguém do que mostrar os resultados positivos e elogiar sua evolução!

Cada um de nós pode e deve descobrir maneiras próprias para atar definitivamente os laços da simbiose. É como diz o ditado: “plantamos o que colhemos”. Se soubermos plantar reciprocidade, colheremos seus frutos. Se soubermos plantar união, colheremos seus frutos. Se pudermos trabalhar em simbiose, colheremos o sucesso de nossos tratamentos e nesta relação, lembre-se: ambos indivíduos são beneficiados!

Este artigo não acaba aqui, quero que você entre em “simbiose” comigo e me ajude a terminá-lo. Comente aqui embaixo, deixe algum relato, experiência ou dificuldade que você já viveu ou está vivendo na sua relação com seu cliente. Juntos, podemos chegar mais longe! Conto com sua colaboração e até breve!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here