Por que o marketing pessoal é determinante para o profissional no segmento da estética?

0
1117

Você já deve ter escutado a frase: “antes de comprar o tratamento estético, a cliente compra você, profissional”. A impressão revelada por você e pelo conjunto (imagem, atitudes, conhecimento e comportamento), no primeiro contato com a cliente, é para ela o reflexo da experiência do que está por vir. Ou seja, você profissional, naquele momento é a extensão da missão, visão e valores da clínica e dos serviços que representa. Por isso a atenção com a imagem e marketing pessoal é um dos aspectos trabalhados nas formações e um dos fatores decisivos na fidelização de clientes.

Na vida, somos julgados por quatro coisas: o que fazemos, a nossa aparência, o que falamos e o modo como falamos. A forma como alinhamos e utilizamos estes fatores de julgamento a nosso favor, determinam o sucesso profissional, bem como o valor agregado no mercado de trabalho, perante clientes e empresas.

Existe um motivo para as profissionais da saúde e da estética utilizarem roupas brancas, acessórios discretos, maquiagem neutra, esmalte claro entre outras exigências nos atendimentos. O branco é associado à limpeza e à higiene, elementos fundamentáveis na prática da medicina e vem sendo praticado desde o século XIX onde teve início na Europa. Os profissionais da saúde trabalham em ambientes que necessitam de muita higiene, e a cor branca possibilita uma percepção melhor de limpeza. Porém não é só isso, a maneira como nos vestimos cria e emite instantaneamente uma mensagem, que comunica quem somos e qual é o nosso propósito. Além de limpeza e higiene, o branco sugere tranquilidade, calma e pureza, transparência. Neste sentido dependendo do que desejamos transmitir e obter como resultado do relacionamento, a forma como nos apresentamos é de extrema importância e decisiva para o desfecho final.

A maneira como nos vestimos é uma mensagem, que comunica quem somos e qual é o nosso propósito, e nos primeiros segundos de conversa com o cliente, este propósito fica evidente sem precisar ser dito uma palavra para isso.

Recapitulando então: você se vende pelo que você faz, por sua aparência, o que fala e principalmente pelo modo como fala. Sim! Tão importante quanto o que você fala, é a forma como você fala. Os gestos e as expressões faciais e o tom de voz, falam muito mais do que as palavras em si. Em um atendimento presencial, segundo o pioneiro em pesquisas sobre linguagem corporal, Albert Mehrabian, apurou em estudos na década de 50 que em uma comunicação presencial, a comunicação verbal (o que você diz, o conteúdo em si) tem impacto de 7% no receptor da mensagem e a forma como você diz,(que inclui toda a comunicação não-verbal, gestos, postura, tom de voz, expressões faciais, volume, intensidade e entonação da mensagem) representa 93% do impacto para o receptor.

Um profissional preparado e multicapacitado, que é atualizado sobre seu segmento, tem domínio sobre o que está vendendo, exerce a empatia, se colocando no lugar do cliente, que tem consciência da importância da comunicação não-verbal e do poder da imagem pessoal, se sobressai no mercado com diferencial competitivo e valor agregado. Todo profissional que trabalha com pessoas e vende serviços e soluções para pessoas, precisa ser um excelente comunicador, ter a capacidade de encantar, ser persuasivo e envolvente. Um fator comum entre as pessoas bem sucedidas é a capacidade de comunicar bem, de forma eficiente, ou seja, elas conseguem transmitir a mensagem ao outro de forma clara, objetiva, coerente e sem pré-julgamentos sobre o outro. E para isso é fundamental criar e exercer a sua marca, pois é isso que ficará na memória do cliente. SUA MARCA! A experiência que ele vivenciou e as impressões marcantes que ficaram deste relacionamento.

Mas o que é importante na construção da sua marca pessoal e profissional?
• Entender qual o meu propósito enquanto profissional? O que me levou a ser um profissional de estética?

• PERSONALIDADE Quem sou? Em que sou bom? Quais minhas habilidades? Como quero ser reconhecido? Qual conhecimento técnico? Porque alguém me escolheria? Quais minhas atitudes?

• VALOR AGREGADO Fraquezas e forças pessoais. Oportunidades e ameaças pessoais. Como você gostaria que seus clientes ou consumidores em potencial percebessem você? Sua expertise, talento;

• OBJETIVOS O que eu quero conquistar escolhendo a profissão que escolhi?
• Se você escolheu o segmento de estética, gostar de “pessoas” é pré requisito obrigatório. Falo isso, porque muitos profissionais ainda escolhem o segmento pela oportunidade de crescimento e ganhos, mas com passar do tempo a falta de habilidade interpessoal sobressai e acaba prejudicando o objetivo inicial de lucrar.

• COMUNIQUE SUA MARCA. Para quem você quer se vender? Quais canais e ferramentas e estratégias (online – off-line) irá utilizar para divulgar sua marca? Tudo o que você publica nas redes sociais, no perfil do whatsapp cria uma imagem e marca a seu respeito. Tenha claro o que você deseja transmitir. Faça as pessoas falarem positivamente em você e o que representa na vida delas.

• Quem é o seu público alvo? O que ele espera e qual a expectativa que tem em relação ao seu trabalho? Qual a principal “dor”(problema) que você irá solucionar deste público?

• Pratique a escuta ativa, atenção focada no cliente e no que é importante para ele.

• Exercite a empatia. Se colocar no lugar do cliente e entender a forma como ele interpreta, se comunica e decide. Entendendo o cliente e se conectando verdadeiramente com o que é importante para ele, a comunicação não tem ruídos.

• Construa uma imagem pessoal que transmita confiança, credibilidade, transparência, profissionalismo, limpeza e higiene, comprometimento, lealdade e resultados. Isso inclui a forma de se vestir, se apresentar visualmente, além de comportamentos e atitudes no atendimento e nas redes sociais.

• Domine o assunto do seu segmento, ser referência de atualização do cliente. Participe de grupos de estudos nas redes sociais, inscreva-se em canais de conteúdo, revistas virtuais do segmento que lhe mantenham informados. Participe de fóruns, congressos. Mostre isso nas redes sociais para seus clientes.

• Mantenha um canal de comunicação e conteúdo com os clientes, atualizando-os sobre tratamentos, cuidados e dicas que façam a diferença na vida deles. Mostre o tempo todo como eles são importantes e como você se importa com eles.

Qual é o seu valor agregado hoje como profissional? Qual é o seu diferencial estratégico no mercado competitivo da estética e que marca tem deixado na memória dos seus clientes?

Compartilhar
Artigo anteriorOS LIMITES DA ESTÉTICA: manual de boas práticas para não cair em ciladas
Próximo artigoPERSONAL CARE!
Michele Guedke Terra
Publicitária, Pós graduada em gestão de marketing, Analista de Perfil Comportamental, Coach de vida e carreira, Comunicadora Generativa, Master Practitioner em PNL, Consultora e Instrutora de Treinamento de atendimento, marketing e vendas na estética.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here