Percepção da sensibilidade cutânea – Intolerância no uso de produtos tópicos e o estresse emocional

0
916

O desejo pela pele saudável desencadeia uma demanda por novas tecnologias que possam aliar compatibilidade com a pele, segurança no uso e eficácia comprovada dos produtos dermocosméticos. Com o avanço das pesquisas científicas, é possível obter ativos como açucares, lipídeos, peptídeos, vitaminas que possuem uma ação com alvo seletivo e que agem com precisão na manutenção da nossa pele. Esta tecnologia está ao alcance de pessoas em todo o mundo com tipos de peles diferenciadas e com disfunções diversas que desfrutam destes benefícios para melhorar o aspecto geral da pele. Neste campo, podemos citar a grande dificuldade com relação ao tratamento estético e uso de produtos cosméticos em peles que apresentam sensibilidade. Milhares de ingredientes são utilizados pela indústria cosmética, embora seja testado quanto à segurança, alguns consumidores ainda podem apresentar intolerância com relação a alguns deles. As reações mais comuns são as de contato irritativo que tendem a ser mais rápidas e podem provocar desconforto como pruridos, eritemas e descamações da pele; podem também ser alérgicas que são mais tardias e persistentes, ás vezes severas, que podem levar a perturbações da barreira funcional da pele.

sandra1A função barreira está relacionada com a inibição da perda de água da pele através dos lipídios formados na epiderme em especial as cerâmidas, colesterol e Ácidos Graxos Livres(AGL) que limita o movimento transcutâneo da água e dos eletrólitos.

As células da camada córnea (corneócitos) ficam imersas nesta matriz rica em lipídios e o envelope cornificado, que circunda os corneócitos, proporciona uma estrutura necessária para a organização das membranas lamelares. A ruptura da barreira provoca uma cascata de processos bioquímicos que obriga a recuperação rápida dos componentes necessários para proteção da pele.

sandra2A percepção da pele sensível está relacionada com esta função de barreira da pele. Indivíduos que relatam ter sensibilidade ao uso de produtos tópicos normalmente apresentam um determinado grau de lesão na barreira de permeabilidade o que ocasiona na maior penetração de produtos em camadas cutâneas mais profundas, gerando irritação a determinados ingredientes.

Assim se faz necessário que os produtos utilizados nos tratamentos estéticos de pessoas que apresentam esta disfunção, sejam cuidadosamente selecionados para recompor o manto-hidrolipídico da pele e diminuir a lesão da barreira do estrato córneo, minimizando a sensibilidade da pele. É relevante citar que nossa pele possui diferentes tipos de barreira como:

  • Barreira de evaporação de água ( permeabilidade) – lipídeos epidérmicos organizados na camada lamelar.
  • Barreira Mecânica – força e rigidez a epiderme através da rede de filamentos de queratina.
  • Barreira Antimicrobiana – Produção de gordura e suor, bem como pH levemente ácido concede a pele uma barreira física aos microorganismos.
  • Barreira Imunológica – Células de Langherans e fagócitos fornecem proteção imunológica.
  • Fator de Hidratação Natural – Conjunto de compostos hidrossolúveis encontrados no estrato córneo.

Quaisquer alterações nestas funções podem tornar a pele muito sensível, e vários fatores podem influenciar neste aspecto como o uso de produtos tópicos de ação agressiva como sabonetes e outros produtos químicos que possam remover os lipídios de proteção da pele e levar a processos irritativos e alérgicos, assim como também o estresse emocional.

sandra3

Quando o estresse faz parte da rotina, a pele é uma das mais afetadas. A tensão provoca alterações hormonais diversas no corpo e libera algumas substâncias na corrente sanguínea. Com isso, há uma queda na imunidade e o corpo fica mais vulnerável a infecções e outros problemas. “No rosto, por exemplo, é visível o surgimento de descamações, áreas avermelhadas e ressecadas, olheiras e pele sem brilho”.

Para restaurar a saúde, homogeneidade, hidratação e o brilho da pele sensível são necessários reiniciar as funções de barreira física, química e de memória hídrica (manto hidro-lipidico), que envolve um reajuste de quatro parâmetros: imunidade, renovação da epiderme, controle da inflamação crônica, reidratação.

Na ativação da renovação da epiderme (diferenciação celular) muitas proteínas estão envolvidos em cada etapa deste processo:

Involucrina (INV): envolvida na formação da córnea envelope
Transglutaminase 1 (TGM1): garante a montagem das proteínas que formam o envelope córneo
Pequena proteína rica em prolina (SPRP): proteínas precursoras da  formação do envelope córneo
Envelope cornificada LATE (LCE): proteínas precursoras da formação do envelope córneo
Corneodesmosine (CDSN): papel importante na coesão da camada córnea
Nice 1: envolvido na diferenciação terminal dos queratinócitos

Ativos como o Ácido Málico, Vitamina C, Ácido Ferúlico, Nicotinamida, ajudam no processo de Renovação e diferenciação celular. Para aumentar a imunidade da pele sensível é necessário proteger e estimular as defesas, prevenir a adesão de bactérias indesejáveis e modular à resposta inflamatória. Cosméticos que restauram as propriedades da barreira cutânea e diminuem os processos inflamatórios

A água é a substância mais importante do estrato córneo, os componentes do FHN (fator de hidratação natural) da nossa pele possui substâncias que agem como umectantes absorvendo a umidade da atmosfera mantendo o fluxo de água na nossa pele. Este trabalho e bem complementado pelos aminoácidos que em conjunto com outras substâncias como ureia, ácido láctico e glicerol contribuem para manter estável a umectação da epiderme.

A Homeostase da água é regulada por um dispositivo biológico extremamente preciso que controla o fluxo de água para dentro e para fora das células, garantindo um equilíbrio: isto é conhecido como OSMOSE.

Garantir um teor de água ideal para a pele constitui um desafio diário, quando confrontados com os fatores agressivos, como o vento, mudanças climáticas, poluição e ar condicionado, para citar apenas alguns, por isso é necessário um aporte diário para suplementar a falta e evitar que a pele se torne sensível.

Alguns ativos merecem destaque por atuar na proteção e reconstituição da barreira funcional da pele, tendo indicação como complementares dos tratamentos de peles sensíveis como as que possuem psoríase, ictiose e dermatites.

AQUAREGUL K®Hidratante Osmorregulador, de curto e longo prazo, que melhora o fluxo hídrico intra e extracelular, de acordo com 3 modos de ação complementares: Estimulação da penetração de água nas células (efeito osmótico); estimulação da síntese de aquaporinas (AQP3); Reforço da função da barreira da epiderme.
EXTRATO DE GOIABA – possui grande quantidade de sais minerais, como: cálcio, fósforo e ferro, possui propriedades  hidratantes, remineralizantes, e antioxidantes.
A BIOECOLIA®  – É um ingrediente ativo que protege e estimula a primeira barreira de defesa da pele por prevenir a colonização da mesma por bactérias indesejáveis, patogênicas ou oportunistas, um protetor do mecanismo de defesa natural da pele.
A TEFLOSE ® que age como um revestimento para inibir a adesão de bactérias indesejáveis ​​e / ou patogênico na superfície da pele ( efeito Teflon TM-like” ) sua riqueza em ramnose, açúcar envolvida na comunicação celular, confere-lhe a capacidade de modular a resposta inflamatória em caso de agressão.

Estes ativos estão disponíveis para uso clinico e manutenção diária da pele nos Produtos Princess Skin e Ecoskin da Ellementti Cosméticos.

Referências:

 Elias PM Journal of Investigative Dermatology- Epidermal Lipids, Barrier Function, and Desquamation

Thiers H (1986) Peau sensible. In: Thiers H (ed) Les Cosmetiques, 2nd edn. Masson, Paris, pp 266-268 45

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here