Orientações e cuidados para reabertura dos serviços de beleza durante pandemia covid-19

0
161

01 – TRABALHE COMO SE TODOS ESTIVESSEM INFECTADOS
Em tempos da pandemia COVID-19 é importante entender que além do período de incubação do vírus, que pode variar de 4 a 14 dias, podemos conviver diariamente com infectados assintomáticos, ou seja, que não apresentam os sintomas descritos da doença e, por isso, são potenciais disseminadores da doença.

02 – ATENÇÃO AOS DECRETOS

É imprescindível seguir o decreto de funcionamento vigente em cada região, e, caso exista divergência de informações entre os decretos municipais e estaduais, opte por seguir a orientação mais rígida e com requisitos orientados por entidades OPAS – Organização Pan Americana da Saúde, OMS – Organização Mundial de Saúde, Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Ministério da Saúde e Conselho Federal de Química.

03 – CHEGADA DE CLIENTES E PROFISSIONAIS

• Dentro do contexto da pandemia de COVID19, organize uma área de chegada para clientes e profissionais disponibilizando álcool em gel para higienização das mãos e medidas para higienização das solas do sapato como um borrifador com álcool 70%;

• Solicite que todos os clientes estejam de máscara reutilizável própria. Caso não possuam, ofereça a opção de compra no próprio estabelecimento;

• Oriente que os clientes, se possível, não levem acompanhantes ou animais de estimação;

• Divulgue que os atendimentos serão feitos exclusivamente com agendamentos para evitar filas e espera.

04 – HIGIENIZAÇÃO DE SUPERFÍCIES E EQUIPAMENTOS

• Antes de iniciar as atividades diárias e entre atendimentos, deve-se realizar a limpeza e desinfecção química, respeitado o tipo de material, nos locais de contato do cliente, a saber: bancadas, poltronas, cadeiras, macas e afins;

• Caracteriza-se limpeza o uso agente detergente, como água e sabão;

• Caracteriza-se desinfecção química o uso de agente desinfetante, como álcool 70% ou solução com água sanitária;
A solução de água com água sanitária deve seguir as seguintes medidas:

– Para objetos e superfícies como mesas, chaves, maçanetas e afins: 25ml de água sanitária para 1L de água.
– Para pisos, áreas externas, sanitários: 50ml de água sanitária para 1L de água.

• Usar papel toalha descartável para limpeza e desinfeção;

• Dar preferência à ventilação natural, com portas e janelas abertas. Caso o decreto vigente em sua região permita o uso de ventilação artificial, como o uso de ar condicionado, investir na limpeza frequente de filtros;

• Retirar tapetes mantendo uma decoração mais minimalista para facilitar o processo de higienização;

• Optar, sempre que possível, por deixar portas internas abertas entre setores para ajudar na circulação e evitar o toque em puxadores e maçanetas;

• Aumentar a frequência da higienização do chão utilizando solução adequada de água com água sanitária ou outro respeitando o tipo do revestimento do piso;

• Em banheiros, para enxugar as mãos, usar toalhas de papel;

• Aumentar a frequência de higienização de puxadores, maçanetas, interruptores, corrimões e espelhos utilizando solução adequada água com água sanitária;

• Manter frequência de higienização de canetas e outros materiais de escritório, teclado, mouse, monitor e telefones;

• Higienizar a maquineta do cartão após cada uso, permitindo que o cliente manuseie seu cartão, e disponibilizar álcool em gel em cada estação de pagamento;

• Pagamentos em espécie pedem atenção redobrada para a higienização das mãos em cada estação de pagamento;

05 – DESTINAÇÃO ADEQUADA DO LIXO

Durante a pandemia de COVID19, devido ao risco da presença de agente biológico, todos os EPIs e papéis toalha usados para higienização de superfícies devem ser destinados de acordo com as normas da vigilância sanitária local.

• É importante removê-lo diariamente ou tantas vezes quanto forem necessárias durante o dia;

• Distribuir lixeiras dentro das normas da vigilância sanitária local em todos os setores para evitar o transporte do lixo possivelmente contaminado pelo estabelecimento;

• Quando removido dos setores, o lixo deve ser armazenado ensacados em recipientes apropriados com tampa;

• O profissional responsável pelo recolhimento deve estar paramentado com luvas e máscara reutilizável.

06 – ORIENTAÇÕES PARA O CLIENTE

• Durante o agendamento, nesse período de pandemia, realizar pesquisa em caráter informativo, questionando se o cliente apresenta sintomas relacionados à COVID19, se viajou recentemente ou se pertence a algum grupo de risco;

• Solicitar que o cliente use máscara própria ou fornecer assim que entrar no estabelecimento;

• Indicar locais para lavagem de mãos e uso do álcool em gel distribuído nas bancadas;

• Orientar que o cliente higienize o celular e que evite ao máximo o uso, durante a permanência no estabelecimento.

07 – MEDIDAS PARA EVITAR AGLOMERAÇÕES E CONTAMINAÇÃO CRUZADA

• Em tempos de pandemia orienta-se organizar escala de trabalho, prevendo evitar aglomerações, de acordo com a quantidade de pessoas permitida em um mesmo ambiente estabelecida no decreto da sua região;

• Definir a escala de retorna da equipe respeitando as orientações da OMS quanto ao pertencimento aos grupos de risco;

• Realizar atendimento mais exclusivo, estabelecer distância mínima de 2m entre as estações de atendimento;

• Não permitir a realização de serviços simultâneos no mesmo cliente. Exceto quando respeitar a distância mínima orientada entre os profissionais e o cliente.

08 – ORIENTAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE BELEZA

Profissionais de beleza que precisam estar cientes de sua responsabilidade em minimizar a disseminação do coronavírus durante o atendimento, respeitando os protocolos recebidos.

• Lavagem das mãos entre cada atendimento e andar com álcool gel próprio;

• Uso de máscara reutilizável para todos e combinação de máscara reutilizável e face shield para procedimentos mais detalhados como: maquiagem, barba, depilação, estética;

• Máscara reutilizável deve ser trocada a cada 2h ou se estiver úmida antes desse período;

• A máscara face shield deve ser higienizada a cada troca de cliente;

• Orientação para uso de farda branca que seja lavada diariamente, que permita o uso de água sanitária; uso de jaleco de TNT descartável trocado a cada cliente quando o serviço realizado necessite contato físico como massagem;

• Uso de cabelo preso ou touca descartável e unhas cortadas;

• Manter bancadas o mais livre possível, deixando sobre elas apenas instrumentos e produtos usados durante o atendimento;

• Procedimentos realizados com luvas não substituem a lavagem e higienização das mãos;

• Proibido o compartilhamento de itens pessoais, como maquiagem, vasilhas, talheres e celular;

• Quanto ao adornos pessoais, permitido uso de brincos pequenos. Retirar anéis, brincos, pulseiras, gargantilhas, relógios, colares;

• Orientar higienização dos celulares e que evitem ao máximo o uso durante a permanência no estabelecimento;

• Dar preferência ao uso de produtos que não produzam aerossóis, como spray secante/fixador, finalizadores com pulverizador e afins;

• Ter atenção durante o uso do secador de cabelo, posicionando o bico no sentido raiz em direção as pontas. Desta forma, diminuímos o direcionamento do vento sempre de baixo para cima mitigando a possível propagação de partículas;

• Verificar diariamente a temperatura corporal dos profissionais.

09 – COMUNICAÇÃO

• Realizar treinamento com a equipe sobre as medidas preventivas e conscientizar quanto a importância do cumprimento dessas ações;

• Criar lembretes para equipe e clientes sensibilizando sobre a importância da lavagem das mãos, do uso de álcool gel, do não compartilhamento de objetos pessoais (inclusive celular), da higiene respiratória e etiqueta de tosse;

• Distribuir por todo estabelecimento as medidas preventivas tomadas pela empresa através de cartazes em displays, aparelhos de tv ou sistema interno de som.

10 – DETALHAMENTO EM CADA ÁREA/MODELO DE NEGÓCIO

Durante a pandemia mundial de COVID19 é necessário ter atenção aos detalhes em cada atendimento.

• SALA DE ESTERILIZAÇÃO: revisar os processos de esterilização, principalmente durante a lavagem de materiais de acordo com orientações da vigilância sanitária.

• BARBEARIA: lavar cabelos e orelhas dos clientes antes de iniciar o corte para minimizar a possibilidade de contaminação; possuir número maior de instrumentos, como pentes da máquina de corte, levando em consideração à quantidade de clientes atendidos; usar máscara reutilizável e face shield para serviços mais detalhados, como barba.

• ESMALTERIA: diminuir a quantidade de esmaltes expostos; usar luvas; higienizar a cada cliente, a poltrona, cirandinha ou mesa de atendimento. levando em consideração à quantidade de clientes atendidos; usar máscara reutilizável e face shield para serviços mais detalhados, como barba.

• ESTÉTICA/DEPILAÇÃO: usar luvas, máscara reutilizável e face shield; separar os produtos que serão utilizados em cada atendimento, mantendo a bancada sempre livre; usar de papel toalha descartável sobre a maca.

• MAQUIAGEM: máscara reutilizável e face shield; higienizar o rosto do cliente; possuir número maior de pincéis, levando em consideração à quantidade de clientes atendidos, permitindo um kit de pincéis para cada cliente; fracionar os produtos para cada atendimento, evitando levar o pincel possivelmente contaminado ao produto; higienizar pincéis deixando-os de molho por 15min em solução de clorexidina a 2%, seguindo a diluição de 100ml de clorexidina para 1L de água.

• CABELOS: lavar cabelos e orelhas dos clientes antes de iniciar serviços como corte e escova para minimizar a possibilidade de contaminação; não compartilhar instrumentos como bobs, presilhas, pentes e escovas; não reutilizar papéis ou mantas para descoloração; manter na bancada apenas instrumentos e produtos usados durante o atendimento; utilizar capas descartáveis ou de tecido desde que sejam higienizadas de forma adequada e não reutilizadas entre clientes; para higienizar bobs, presilhas, pentes e escovas, antes de seguir o protocolo orientado pela vigilância sanitária da sua região, coloque-os de molho por 15min em solução adequada de água com água sanitária a 2% ou 2,5% ou em em solução de clorexidina a 2%, seguindo a diluição de 100ml de clorexidina para 1L de água.

• COPA: organizar escala para horários de almoço e lanches, evitando aglomerações; sugerir que não consumam refeições via delivery; distribuir cartazes para sensibilizar profissionais sobre a importância da higienização de equipamentos de uso comum como microondas, geladeira, fogão, mesas, cadeiras e interfones.

REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO (EXTRAÍDO EM 22/04/2020)

BRASIL. Ministério da Saúde. Protocolos – https://coronavirus.saude.gov.br/profissionalgestor#protocolos BRASIL. Ministério da Saúde. Como Se Proteger https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca#como-se-proteger BRASIL. Fundação Oswaldo Cruz. Plano de Contingência da Fiocruz – https://portal.fiocruz.br/documento/plano-de-contingencia-da-fiocruz-para-pandemiade-covid-19-versao-13

BRASIL. Anvisa. Orientações Gerais – http://portal.anvisa.gov.br/documents/219201/4340788/NT+M%C3%A1scaras.pdf/bf43 0184-8550-42cb-a975-1d5e1c5a10f7 BRASIL. Anvisa. RDC Nº 222/2018 – http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/271855/RDC+222+de+Mar%C3%A7o+de+ 2018+COMENTADA/edd85795-17a2-4e1e-99ac-df6bad1e00ce BRASIL. Anvisa. Plano de Contingência – http://portal.anvisa.gov.br/documents/219201/5777769/Plano+de+Conting%C3%AAnci a+GRC/ed86f520-92ee-4410-a2ff-e3d98f82a113 BRASIL. Conselho Federal de Química – http://cfq.org.br/noticia/solucao-diluida-deagua-sanitaria-e-alternativa-na-falta-de-alcool-gel-ou-mesmo-de-agua-e-sabao/ BRASIL. Organização Mundial da Saúde. Medias Básicas de Proteção – https://www.who.int/es/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/advice-for-public

As orientações contidas neste documento valem durante a PANDEMIA COVID19 e estão sendo co-criadas por:

Sebrae Nacional: Coordenador

Sebrae UFs/ Grupo de Gestores de Beleza: Revisão de conteúdo e aprovação Hairsize: Conteudista técnico

ABIHPEC Associação Brasileira da Industria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos: Revisão de conteúdo e aprovação

ABSB Associação Brasileira de Salões de Beleza: Revisão de conteúdo e aprovação

PRÓ-BELEZA Associação Nacional de Profissionais de Beleza: Revisão de conteúdo, consultoria médica e aprovação

Entidades apoiadoras: Intercoiffure; HCF Haute Coiffure Française; Beleza Patronal SP; Sibecesc – Sindicato dos institutos de beleza cabeleireiros e esteticistas do estado de Santa Catarina; Sindicato dos Salões de Barbeiros, Cabeleireiros, Institutos de Beleza e Similares no Estado do do Rio Grande do Sul; Sindibeleza Goiás. Sindicato dos proprietários de barbearias e institutos de Beleza do estado de Goiás; SinBeleza Pernambuco; Sindicato dos salões de Barbeiros, Cabeleireiros instituto de beleza e Similares de Belo Horizonte; Sindicato dos proprietários de salões de Barbeiros Cabeleireiros e Esteticistas Autônomos e Institutos de Beleza para senhoras e similares afins de Mato Grosso do Sul; SINTERBEL – Sindicato Intermunicipal da Classe Econômica e Similares do Setor Beleza de Juiz de Fora e Região/MG; SimBeleza – Distrito Federal; SindBeleza – Sindicato dos Institutos de Beleza e Cabeleireiros de Rio Branco; Sindicabes dos Vales; SINDIBEL-CE; Sindicab; Sindsalão – Sindicato dos salões de barbeiros e de cabeleireiros institutos de beleza e similares de Contagem e região; SINDSALÃO – Sindicato dos Saloes de Barbeiros e de Cabeleireiros, Instituto de Beleza e Similares de Contagem e Região; SIBECESC – Sindicato dos Institutos de Beleza, Cabeleireiros e Esteticistas do Estado de Santa Catarina; SINCA RS; SINDIBEL – CE; SINTERBEL – Sindicato Intermunicipal da Classe Econômica do Setor de Beleza e Similares de Juíz de Fora e Região/ MG; Beleza Sindical Campinas; AEB/RN – Associação das Empresas de Beleza do RN; Sinbel RJ; SEMPRIBEL RJ.

ESTE DOCUMENTO É VIVO E PODE SER MODIFICADO A QUALQUER TEMPO
SEGUNDO CONTRIBUIÇÕES DO MERCADO DE BELEZA, ENTIDADES
REPRESENTATIVAS E AUTORIDADES DE SAÚDE.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here