O que é, o que é? Ética profissional

0
1551

A ética está mais atual do que nunca, é um tema que envolve muita reflexão, debates, de tempos em tempos volta a provocar indivíduos e a sociedade e requer constante atualização por sua própria dinamicidade. “Referimo-nos à conduta humana susceptível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente à determinada sociedade, seja de modo absoluto”. Assim trabalhar pode ser um bem enquanto a pessoa se vê relacionada à produção de um valor. Etimologicamente falando, ética vem do grego “ethos“, que em primeiro lugar significa “morada”, Heidgger da ao “ethos” o mesmo significado de “morada do ser”.

Vários pensadores em diferentes épocas abordaram especificamente assuntos sobre a ética: os pré-socráticos, Aristóteles, os Estóicos, os pensadores Cristãos (Patrísticos, escolásticos e nominalistas), Kant, Espinoza, Nietzsche, Paul Tillich etc. Faz-se necessária integração na vida pessoal e profissional de cada indivíduo, pois vivemos numa época dominada pelo comportamento individualista, subjetivista e relativista. O individualista exprime a afirmação e a liberdade do individuo, o subjetivista é composto por emoções, sentimentos e pensamentos e o relativista se manifesta contrario de uma idéia absoluta, gerando então resistência e questionamentos. A ética estabelece mais que um dever, ou uma obrigação e sim um compromisso fundamentado em cada ser, próprio de cada indivíduo, é da sua natureza que surge a fonte de seu comportamento.

Em cada ser há um conjunto de energias, para produzir determinadas ações, acarretando como conseqüência deveres. Brotando de dentro do ser humano, daqueles elementos que o caracterizam na sua essência como humano, diferenciando-o dos outros seres. Cada um, porém tem seu enfoque próprio ou seu objetivo formal específico; por isso, uma mera formação científica não significa necessariamente uma formação ética. Portanto, todas as ciências são necessárias para o homem viver a ética; o objeto desta, porém não se confunde com nenhuma delas: compromisso com o dever, a verdade, a justiça, o valor, a virtude; seus fundamentos estão nos aspectos essenciais da natureza humana, num processo dinâmico e constante.

O profissional tem que estar imbuído de certos princípios e valores próprios do ser humano para vivê-los nas suas atividades de trabalho. Exige um estudo dos deveres específicos que orientam o agir humano no seu campo profissional e exige o estudo dos direitos que a pessoa tem ao exercer suas atividades. Para que uma atividade seja uma profissão e, conseqüentemente, para que haja uma ética profissional, são necessárias algumas condições, com manifestações cada vez mais claras e sistematizadas.

A atividade deve envolver operações intelectuais acompanhadas de grande responsabilidade individual e não é só uma tarefa imediata, mas exige um pensar sobre o que se faz para operar com eficiência, eficácia e efetividade. Esta atividade deve comportar uma aprendizagem especial na área de seu conhecimento; esta tem que ter por base um conjunto sistemático e orgânico, que constantemente vai crescendo, se aperfeiçoando, e até se modificando; daí a importância e a necessidade de seminários, congressos, cursos de atualização, graduação, especializações, se estruturar e sistematizar com as exigências propostas.

Os códigos não esgotam o conteúdo e as exigências de uma conduta ética de vida, nem sempre expressam a forma mais adequada de agir numa circunstância particular. Os códigos de ética por si não tornam melhores os profissionais, mais representam uma luz e uma pista para seu comportamento; mais do que ater-se aquilo que é prescrito literalmente, é necessário compreender e viver a razão básica das determinações. Quando a consciência profissional se estrutura em um trígono, formado pelos amores à profissão, à classe profissional e à sociedade, nada existe a temer quanto ao sucesso da conduta humana; o dever passa então a ser uma simples decorrência das convicções plantadas nas áreas recônditas do ser, depositadas pelas formações educacionais básicas.

A temperança é a regra, a medida e a condição de toda virtude; é o meio justo entre o excesso e a falta. O homem é um ser histórico, é chamado a criar fatos ou acontecimentos e não a sofrê-los. Cada profissional não deve ser arrastado pelos eventos; compete a ele programar a existência, saindo da contemplação. Na linguagem vulgar “consciência” significa a capacidade de agir sempre, de ser honesto, de ser justo, na ética consciência significa a capacidade de distinguir entre o bem e o mal para si mesmo; ela é a norma fundamental do comportamento de cada pessoa sob o ponto de vista ético.

Não se pode conceber o ético sem o virtuoso como princípio, nem deixar de apreciar tal capacidade em relação a outros profissionais. A disputa e concorrência não amedrontam, pois não há tempo a perder com idéias que não foram plantadas em nosso interior. Ocupamo-nos e nos dispomos a dar a cada um o que é seu de acordo com a igualdade e necessidade. Nossa postura determina o nosso sucesso profissional e pessoal, com a reta noção daquilo que se deve fazer ou evitar, fidelizar será mais uma decorrência, nossos pacientes, clientes e amigos darão nomes aos “códigos” que nós vivenciarmos. Forte Abraço.

Referências bibliográficas

CAMARGO, M. Fundamentos de ética geral e profissional. 4. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2003. 108 p.

GALLO, S. (coord.) Ética e cidadania: caminhos da filosofia. 13. ed. Campinas: Papirus, 2005. 112 p.

SÁNCHEZ VÁZQUEZ, A. Ética. 25. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004. 302 p.

BENNETT, C. Ética profissional. São Paulo: Cengage Learning, 2008. 118 p.

FORTES, P. A. de C. Ética e saúde: questões éticas, deontológicas e legais, tomada de decisões, autonomia e direitos do paciente, estudo de casos. São Paulo: EPU, 1998. 119 p.

MORIN, E. Os setes saberes necessários a Educação do Futuro. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2001. 118 p.

SEVERINO, A, J. Filosofia. São Paulo: Cortez, 2001. 211 p.

VALLS, Á. L. M. O que é ética. 9.ed. São Paulo: Brasiliense, 2008. 83 p.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here