Nutricosméticos – A beleza de dentro para fora!

0
546

O mercado de cosméticos é altamente dinâmico, com o lançamento de novos produtos em velocidade acelerada. Nos últimos anos, novos conceitos também foram surgindo, como os cosmecêuticos e, mais recentemente, os nutricosméticos. Estes, por sua vez, são frequentemente associados aos nutracêuticos, outro termo relativamente novo. Por serem termos recentes, restam dúvidas sobre o que eles realmente são. Dessa forma, como podemos diferenciar cada um desses termos? O que a comunidade científica têm feito para o estabelecimento dos mesmos?
Os nutricosméticos são apresentados como a última tendência da indústria da beleza, caracterizados pela ingestão de alimentos ou suplementos com o propósito de melhorar aspectos estéticos da pele e apêndices. Os nutricosméticos são o resultado da convergência entre as indústrias de cosméticos e alimentos. Os cosmecêuticos, por sua vez, encontram-se na intersecção das indústrias de cosméticos e medicamentos, sendo caracterizados pela aplicação tópica de compostos com o objetivo de modular condições da pele e que representam uma área com muitos estudos publicados. Por fim, os nutracêuticos são apresentados como o resultado da intersecção das indústrias de medicamentos e alimentos, definidos como alimentos ou suplementos que são capazes de promover benefícios médicos para a saúde. Tais conceitos surgiram pelo processo de convergência, que por sua vez, traz ao mercado produtos com respaldo científico, porém sem legislação específica.

Os nutricosméticos são produtos para administração oral, formulados e comercializados especificamente para propósitos de beleza, podendo ser apresentados na forma de cápsulas, alimentos ou bebidas. Esses produtos surgiram a partir do conceito de “beleza de dentro para fora”, caracterizado pelo uso de dieta e suplementos orais para produzir benefícios na aparência física.
Os nutricosméticos, entretanto, não devem ser confundidos com os nutracêuticos ou cosmecêuticos. A tabela abaixo demonstra as principais diferenças entre estes termos.
Portanto, trata-se de suplementação oral de nutrientes, também conhecidos como “pílulas da beleza”, “beleza de dentro para fora” e até mesmo “cosméticos orais”. Uma das principais alegações desses produtos é o combate aos radicais livres gerados pela radiação solar. Assim, os antioxidantes estão entre os ingredientes mais utilizados como nutricosméticos, dos quais os mais conhecidos são: carotenoides (beta-caroteno, licopeno, luteína, zeaxantina e astaxantina) e polifenóis (antocianidinas, catequinas, flavonoides, taninos e procianidinas).

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here