Nutrição comportamental, saúde e eficácia no emagrecimento

0
651

nutrição 1

Você já ouviu falar sobre nutrição comportamental? Um jeito diferente e inovador da nutrição que inclui os aspectos fisiológicos, sociais e emocionais da alimentação e promove mudanças no relacionamento do nutricionista com seu paciente e na comunicação da mídia e da indústria com seus consumidores.

Muito embora os temas nutrição e alimentação estejam cada vez mais em pauta, as informações mais acessíveis e a ciência em constante evolução, persiste uma visão restrita e dicotômica do saudável e não saudável, dos alimentos bons e ruins, na qual o prazer em comer é muitas vezes associado à culpa. Este contexto não promove a mudança de comportamento e não torna as pessoas mais saudáveis. Pelo contrário, os índices de doenças crônicas, transtornos alimentares e obesidade não param de aumentar.

“O como se come – as crenças, pensamentos e sentimentos sobre comida – são tão ou mais importantes do que simplesmente o que se come”. 

Portanto, uma orientação fundamentada em estratégias de aconselhamento nutricional, entrevista motivacional, técnicas de terapia cognitivo-comportamental, técnicas do comer intuitivo e do comer consciente possibilitam a mudança real e consistente do comportamento alimentar.

“Mensagens consistentes, baseadas em evidências científicas que validem o prazer de comer e o equilíbrio são peças chave para uma comunicação responsável, positiva e inclusiva na promoção de um comportamento saudável.”

Durante a consulta, existe uma conversa onde a nutricionista considera fazer as seguintes questões aos seus pacientes.

  • O quão pronto ou preparado você se sente para mudar seu estilo de vida e sua maneira de se relacionar com a comida?
  • Quais são as expectativas e barreiras que você imagina no processo?
  • Quais são as experiências positivas já vividas em relação à estas questões?

Dietas tradicionais – do tipo que incentivam as pessoas a conscientemente restringir sua ingestão alimentar – além de não serem eficazes para perda de peso, são contraproducentes, pois promovem instabilidade emocional e práticas alimentares não saudáveis. Abordagens fundamentadas na “não dieta” evitam o foco no peso como resultado de sucesso, e valorizam o foco no bem estar emocional e melhora da saúde – independente do peso.

Uma dessas abordagens é o comer intuitivo, que promove a ingestão alimentar diária baseada nos sinais internos de fome e saciedade, a aceitação corporal e mudanças de comportamento baseadas tanto na saúde quanto no prazer.

Os resultados mostram que abordagens que incentivam as pessoas a comer de forma intuitiva contribuem para o abandono de práticas não saudáveis para o controle de peso, melhoram a prática de atividade física e estado emocional, evidenciando que programas que enfatizam um consumo alimentar não restritivo, a aceitação corporal e o foco na saúde – e não na perda de peso – são muito mais eficazes.

A Nutrição Comportamental é um movimento que utiliza as mais novas ferramentas para trabalhar o comportamento alimentar dos seus pacientes e clientes que dizem algumas frases como as abaixo:

“Sei tudo o que devo fazer, mas não consigo colocar em prática!”

ou

Que a “tal dieta” feita seis meses atrás “funcionou” muito, mas agora não consigo mais seguir!”

ou

Que “não consigo me organizar para seguir as dicas que conheço para uma alimentação mais saudável!”

A Nutrição Comportamental defende que o foco não pode ser apenas a função do alimento na saúde, mas sim, o comportamento direcionado à alimentação.

Bibliografia:

A Review of Interventions that Promote Eating by Internal Cues Julie T. Schaefer, MS, RD; Amy B. Magnuson, PhD, RD, LD/N J Acad Nutr Diet. 2014;114:734-760.

http://www.nutricaocomportamental.com.br/#!entrevistamotivacional/c24kb

http://www.nutricaocomportamental.com.br/#!hottopic5/c1g5u

http://www.nutricaocomportamental.com.br/#!hottopic3/c11cp

http://www.nutricaocomportamental.com.br/#!paul-rozin/c1jtc

http://www.nutricaocomportamental.com.br/

Fonte Foto: http://www.wmrefeicoes.com.br/wp-content/uploads/2013/08/120.jpg

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here