Metodologias avançadas no rejuvenescimento facial

0
409

dermolapidacao-01O envelhecimento é um acontecimento inevitável, mesmo que possamos retardá-lo, suas conseqüências uma hora ou outra aparecem.

Para entendermos esse acontecimento, precisamos observar as diversas teorias que explicam o envelhecimento. Iremos aqui nos ater a duas dessas, que tem seus estudos aprofundados justamente por que os cosméticos agem diretamente nelas.

Teoria da Longevidade Programada: O envelhecimento é o resultado do acionamento e desligamento sequencial de alguns genes, definindo senescência como o momento que surgem as manifestações de déficits relacionados à idade. Temos aqui envolvidos telômeros e telomerase.

A teoria dos telômeros ou Limite de Hayflic: as células possuem a capacidade de se dividirem e se multiplicarem de uma forma geneticamente programada. O número de divisões celulares está relacionado com a perda das extremidades dos cromossomos.  Estas extremidades vão se encurtando à medida que aumenta o número de replicações, chegando á morte celular. Por isso estas extremidades são protegidas pelos telômeros, que são estruturas envolvidas em diversas funções biológicas, funcionando como um relógio que controla a capacidade de multiplicação das células e a entrada destas na senescência.

Eles vão se encurtando devido a uma falha enzimática, levando à perda da capacidade de renovação e acelerando o envelhecimento. Esta enzima é a telomerase. Infelizmente ela é uma fonte esgotável, sendo nosso marcador da instalação da senescência.

Teoria dos radicais livres: os radicais livres superóxido são moléculas eletricamente instáveis de oxigênio, e são um paradoxo à vida, pois quanto mais nos expormos ao oxigênio, mas RLs produzimos. Eles danificam componentes celulares macromoleculares, predispondo às doenças e acelerando o envelhecimento dos tecidos. Estas macromoléculas fazem parte da constituição da membrana plasmática, sendo assim estas espécies reativas modificam as membranas levando a possíveis mutações do DNA. Como uma reação de defesa, as células entram em apoptose. Com o passar do tempo, as células vão perdendo sua capacidade de defesa e os danos causados pelos radicais livres vão se espalhando pelos tecidos, ocasionam células mutantes com perda de função e oxidando os lipídios, agravando o envelhecimento.

E como atuar nesses acontecimentos de forma global e com resultados rápidos e duradouros?

Através de metodologia avançadas, onde associamos vários ativos para que ajam sinergicamente somando suas ações para uma atuação universal, além de criar estímulos que estimulem a ascensão das células basais.

Isso podemos realizar através da técnica de lapidação cutânea, onde promovemos um lixamento vibracional, que remove os corneócitos através de movimentos de fricção associado a uma vibração, que promove massagem, otimizando assim a nutrição endógena e garantindo o preparo da pele para receber os ativos da longevidade celular.

Esses ativos agem aumentando a vida útil da telomerase, para garantir as multiplicações celulares.

Scutellaria Baicalensis  ou Vitasource

Ativo inteligente que faz a indução da telomeros em fibroblastos, alterando o relógio biológico através da genocosmética, que trata as células de dentro para fora, aumentando 5 vezes a multiplicação dos fibroblastos, o que corresponde a 10  anos de juventude.

Alistin ou Carcinina

Antioxidante universal, que atua em alvos hidrofílicos e lipofílicos, ou seja, protege membrana e glicoaminoglicanas dos radicais livres e dos possíveis danos que eles possam causar, pela apoptose celular. Além de inibir os peróxidos de lipídios, consegue realizar a reversão daqueles já existente, promovendo uma melhora na ação protetora e de permeabilidade seletiva da membrana.

Tudo isso unido em uma formulação com ativos redensificantes confere à pele juventude!

Fonte Foto: Assessoria

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here