Limpeza de pele…

0
2916

A limpeza de pele ou higienização profunda está entre os procedimentos faciais mais requisitados nos centros estéticos. É indicada inclusive como técnica inicial em qualquer tratamento facial. Assim como todos os demais tratamentos, uma limpeza de pele eficiente requer minuciosa avaliação cutânea e detalhada anamnese, visando identificar peculiaridades de cada biotipo de pele, e assim estabelecer protocolos específicos. Na realidade, as etapas necessárias para que o procedimento ocorra de maneira satisfatória, não se iniciam com a chegada do cliente, mas preliminarmente.

É imprescindível uma preparação e assepsia prévia do ambiente e utensílios a ser utilizados; cubetas, espátulas, eletrodos devem ser devidamente higienizados com sabão neutro, antisséptico e álcool etílico a depender da indicação quanto a assepsia e descontaminação do objeto. Deve se ater as técnicas de biossegurança, separar os cosméticos, acessórios e aparelhos que serão utilizados e organizar a maca de forma limpa e aconchegante. Como o cliente irá permanecer deitado em média 1 hora, a preocupação com o bem estar e a confortabilidade é primordial.

Todos estes cuidados são extremamente necessários, e o cliente os relaciona à competência, zelo e organização do profissional esteticista. Durante a avaliação cutânea que inclui a inspeção e palpação, algumas características da pele devem ser meticulosamente analisadas como a espessura, grau de hidratação , elasticidade, tônus, equilíbrio da produção sudorípara e sebácea, coloração, textura, presença de lesões sólidas e/ou líquidas, etc. A partir daí, é possível estabelecer o protocolo adequado e a periodicidade entre uma limpeza e outra.

Diferente do que muitos clientes imaginam, o objetivo da limpeza de pele não se resume a extração de comedões, mas apresenta também diversos outros benefícios como promover o reequilíbrio do pH cutâneo, restabelecer a integridade do manto hidro lipídico, controlar a oleosidade e processos acneicos infecciosos , melhorar a lubrificação e atuar na renovação celular.

Em relação a elaboração do protocolo, o leque é vasto e cabe ao profissional utilizar os cosméticos e aparelhos que julgar necessário para cada caso. Pode-se optar, por exemplo, na utilização de tônico adstringente, hidratante, antisséptico ,calmante; máscara secativa, argilosa, calmante, hidratante, revitalizante; há também a opção de realizar um peeling durante o procedimento; decidir entre a máscara térmica ou vapor de ozônio; escolher emoliente líquido ou em gel; optar se incluirá técnicas da corrente galvânica como desincruste ou ionização; escolher entre os veículos cosméticos; decidir o tipo de eletrodo do alta frequência; enfim…o procedimento de limpeza de pele não deve ser padronizado, pois o biotipo, o histórico e as particularidades de cada cliente são peculiares. O profissional reconhecendo as individualidades da pele de cada cliente, contribuirá para que os objetivos da limpeza de pele sejam alcançados.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here