Estética masculina: o que é ginecomastia?

0
303

shutterstock_184290089

Vamos falar um pouco sobre estética masculina? Ou melhor, vamos falar sobre ginecomastia, uma incidência nas glândulas mamárias dos homens que causam hipertrofia –  o que pode levar à situações de desconforto e incômodo. “O problema faz com que a mama do homem fique com aspecto feminino, gerando uma grande insegurança na pessoa afetada”, explica o Doutor Gustavo Merheb, cirurgião plástico e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

O especialista indica que a ginecomastia pode ocorrer em qualquer faixa etária, e não está relacionada a um único fator, e sim à diversas causas. “Recém-nascidos, pelo contato com o estrogênio da mãe; em adolescentes pelo aumento de testosterona, que pode acontecer em uma ou nas duas mamas; e já na fase adulta pelo excesso de peso, uso crônico de maconha, uso de anabolizantes esteroides, entre outros”, enumera Merheb.

Além disso, há a hipertrofia que ocorre por acúmulo de gordura, conhecida como lipomastia. Mesmo neste caso, a experiência mostra que é sempre necessário o tratamento da glândula mamária, sob pena de um mal resultado, sem contar que, embora ainda não confirmado cientificamente, existe há possibilidade da ginecomastia evoluir uma câncer de mama masculino.

Por isso, em todos os casos de ginecomastia, a cirurgia plástica é recomendada, mesmo que não seja considerada uma emergência ou urgência cirúrgica –  ainda mais importante, um diagnóstico bem feito é crucial. Ele pode ser realizado através de exames clínicos e por imagem.

Já a recuperação do procedimento, segundo explica o doutor Gustavo Merheb, é rápida. “Em 3 ou 4 dias, é possível voltar a trabalhar ou estudar normalmente. E entre 20 e 30 dias, as atividades físicas podem ser retomadas”, afirma o médico, que endossa não ser comum homens nessa situação procurarem por intervenções estéticas. “Não é comum homens recorrerem a serviços estéticos para essa questão, ginecomastia. Em geral, não procuram paliativos, geralmente buscam logo a solução definitiva. Fazem a consulta, e se necessário partem para cirurgia”.

Porém, quando se trata do pós-operatório, os profissionais de estética podem auxiliar esses casos. “Na verdade, a ginecomastia tem em seu pós-operatório uma necessidade, a drenagem a vácuo, onde um dreno é necessariamente deixado para manter a pressão negativa no curativo. Como no resto das cirurgias plásticas, a drenagem linfática é essencial para acelerar o resultado final”, finaliza.

 

 

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here