Entendendo a Rosácea

0
1936

A rosácea é uma doença de pele comum, cujos sintomas envolvem áreas de vermelhidão na pele e lesões inflamadas, especialmente nas bochechas, nariz, testa e queixo. Trata-se de um processo crônico progressivo, com períodos de exacerbação seguidos de remissão. Dados da National Rosacea Society apontam que 75% das pessoas com Rosácea sentem alteração de autoestima com essa condição e sofrem com o impacto causado em suas carreiras profissionais.
Rosácea acontece com maior frequência nas mulheres do que nos homens, especialmente na faixa dos 30 a 60 anos. Quando os primeiros sintomas aparecem, podem ser confundidos com queimaduras solares. Conforme a doença se agrava, vermelhidão torna-se mais duradoura e óbvia. Não há cura conhecida para a rosácea, mas ela é tratável, com excelente controle.
A causa da rosácea é desconhecida, mas estudos apontam para uma combinação de fatores hereditários e ambientais. Uma série de fatores pode desencadear ou agravar a rosácea, aumentando o fluxo de sangue para a superfície de sua pele. Alguns destes fatores incluem: alimentos quentes ou bebidas, alimentos picantes, álcool, temperaturas extremas, exposição ao sol, estresse, uso de corticosteroides, uso de medicamentos que dilatam os vasos sanguíneos, incluindo alguns medicamentos para pressão arterial.

Os seguintes grupos estão em maior risco de desenvolver rosácea:

Pessoas entre 30 e 50 anos de idade;
Pessoas de pele clara, com cabelos loiros e olhos azuis;
Descendentes de celtas ou escandinavos;
História familiar de rosácea;
Histórico de acne grave no passado;
Mulheres (no entanto, os homens também podem desenvolver rosácea e tendem a ter sintomas mais graves).

Sintomas da rosácea podem incluir:

Vermelhidão facial. Pequenos vasos sanguíneos no nariz e bochechas muitas vezes incham e tornam-se visíveis;
Protuberâncias no rosto que se assemelham a acne;
Secura ocular e pálpebras avermelhadas, com irritação e inchaço;
Nariz alargado. Raramente, a rosácea pode engrossar a pele do nariz, fazendo com que ele adquira um aspecto grosseiro.
A rosácea não tem cura. No entanto, com o tratamento adequado, a maioria das pessoas consegue controlar os sintomas e evitar que a doença se agrave.

O tratamento do tipo mais comum é feito com produtos tópicos, como metronidazol, ácido azelaico, peróxido de benzoila e retinoides tópicos. O objetivo principal do tratamento é diminuir a inflamação do paciente, usando as substâncias citadas cerca de 1 a 2 vezes por dia.
Uma alternativa é a utilização de oximetozolina e da brimonidina. Ambos diminuem e controlam o flushing (vermelhidão). É bom lembrar que eles não curam a rosácea, mas diminuem o avermelhamento. Os inibidores da calcineurina também melhoram a inflamação.

Evite os fatores que pioram a doença:

O primeiro passo para tratar a rosácea é evitar os fatores que dilatam os vasinhos do rosto e provocam vermelhidão. Há casos em que a prevenção e o uso de protetor solar já são suficientes para controlar a doença, sem necessidade de medicamentos.

Ambientes abafados e quentes, exposição solar sem proteção, peeling, estresse e nervosismo são alguns fatores que aumentam a possibilidade de uma crise. Como a pele com rosácea também é muito mais sensível a produtos cosméticos, é importante ter cuidado com o uso de substâncias que contêm ácidos e álcool.

Cuidados com a alimentação:

Excesso de álcool, pimenta, comida condimentada, café e outros alimentos quentes podem piorar a rosácea. Hipertensão e doenças gastrointestinais também são fatores relacionados a surtos desse problema. Por isso, evitar alimentos que agravam essas doenças é uma boa medida de prevenção, opções ricas em sódio ou muito ácidas e temperadas devem ficar fora da sua dieta.

Cuidados complementares em casa:

Além de evitar os fatores agravantes e seguir o tratamento indicado, adotar hábitos simples ajudam a combater a sensibilidade da pele. Recomendo o uso de protetor solar, sabonete com enxofre e pH fisiológico, além de borrifamento com água termal.
Quem gosta de maquiagem para disfarçar a vermelhidão do rosto deve preferir produtos hipoalergênicos, corretivo e base em tom verde, que neutraliza a cor vermelha da rosácea. É melhor do que usar uma camada muito grossa de base, que pode irritar ainda mais a pele.

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here