Em busca da alta performance profissional

0
543

Nos últimos tempos surgiu uma nova filosofia nas organizações para a avaliação do profissional, hoje a palavra alta performance existe para classificar resultados acima da média esperada, não apenas em números, mas principalmente na visão geral e estratégica do todo.

A alta performance pode ser definida como a busca pela excelência naquilo que fazemos ou desenvolvemos, é a realização de uma tarefa com habilidade, resultados ou desempenho acima da média esperada. Pode ser aplicada a tecnologia estética que é definida em classes, dermocosméticos que podemos chamar de miracle (milagres e alta performance em resultados, tais como nanoesferas, nanopartículas, nanoencapsulados) temos também a alta performance individividual e de equipes, onde somamos um conjunto de fatores no desenvolvimento  humano para atingir resultados qualitativos e quantitativos.

O mercado da beleza e estética está muito acelerado, as inovações são constantes, os avanços das tecnologias e cosméticos de alta performance é um assunto sempre em pauta nos melhores congressos nacionais e internacionais.

Graças à ciência e as pesquisas no setor, conseguimos desenvolver protocolos e técnicas surpreendentes em cabine, conseguindo fidelizar cada vez mais os nossos clientes. Porém o fator humano ainda é um ponto a ser lapidado, a rotatividade de profissionais de estética é muito alta, comprometendo o padrão de qualidade das organizações no seguimento.

Excelência e Gestão por competências

“Somos o que repetitivamente fazemos, portanto, a excelência não é um feito, mas um hábito”  Aristóteles.

A alta performance está diretamente ligada ao aprimoramento das competências, um líder pode até despertar essas competências, mas a responsabilidade para chegar ao resultado positivo é totalmente individual:  Você precisa querer!

Você sabe o que é C.H.A.? Não é o que está pensando uma bebida quente, calmante e agradável! O C.H.A. ou podemos dizer também A.C.H.E. é uma ferramenta importantíssima para o desenvolvimento do profissional que deseja estar sempre em alta em sua profissão.

O CHA é a TRIADE que gerou a gestão por competência e hoje houve uma evolução somando uma letra à sigla podendo ser chamado também de A.C.H.E.

Existem quatro características importantes para atingir resultados acima da média: São elas Conhecimento, Habilidade e Atitude aliado ao Entusiasmo (Paixão).

Competência Técnica X Competência Comportamental

Conhecimento: é o saber teórico

Adquirimos através do estudo, aprimoramento, treinamentos e atualizações constantes. Está presente na mente do profissional, o grande desafio é fazê-lo exteriorizar a favor da organização.

Habilidade: é o saber fazer

Saber aplicar o conhecimento, a técnica aprendida com competência, depende em regra da prática, um treino da experiência de erros e acertos, quanto mais praticar mais próximo chegamos perto da perfeição. É o domínio do conhecimento.

Atitude: é o querer fazer

Está ligada a ação, ou seja intimamente ligada ao comportamento humano, valores, crenças e emoções. É o que nos leva a exercitar constantemente nossas habilidades.

Entusiasmo: Paixão em fazer

Um profissional motivado, proativo, que ama o que faz, busca o aprimoramento e a excelência constante, tanto na vida pessoal quanto profissional.

Screenshot_1

O mercado não busca só profissionais qualificados, mas acima de tudo requalificado em atitude.

Alguns erros que podem afetar o caminho para o aprimoramento das competências

  1. Falta de foco e metas;
  2. Não ter objetivos claros e definidos por escrito;
  3. Não investir no aprimoramento pessoal;
  4. A Falta de conhecimento do mercado, das tendências, concorrentes, produtos e serviços do segmento;
  5. Não elaborar estratégias para alcançar os resultados;
  6. Desmotivação, baixa autoestima, não olhar de maneira positiva sua atitude perante a vida;
  7. Aprender a vencer o medo da rejeição de ideias e projetos;
  8. Projetar preconceitos e crenças no dia-a-dia e nas pessoas do convívio;
  9. Falar demais e escutar de menos;
  10. Não administrar corretamente o tempo;
  11. Passividade e falta de iniciativa para gerir os conflitos;
  12. Desorganização e desperdício de tempo com atividades improdutivas;
  13. Falta de atitude positiva e perseverante;
  14. Falta de paixão pela profissão;
  15. Não praticar a inteligência emocional para lidar com problemáticas e conflitos do dia-a-dia organizacional e pessoal.

Parece ser fácil! Mas colocar em prática é um grande desafio para todos.

Finalizo deixo aqui um desafio para vocês, faça uma análise de tudo que você tem de melhor para oferecer, olhe também para as sombras, ou seja, veja os seus defeitos e fraquezas, são eles que fazem muitas vezes desistirmos de resultados tão próximos, depois trace uma meta, um objetivo de forma querente em números, prazos e resultados, coloque em prática com amor e paixão, e veja o resultado, mas não esqueça a felicidade profissional nem sempre são números.

“O ritmo da mudança é tão rápido que a capacitação de mudar se tornou, agora, uma vantagem competitiva” Philips Kotler.

Referencias bibliográfica e consultas:

  • Rabaglio, M. Seleção por Competência 2º Ed. – S.P.: Educator, 2001
  • Chiavenato, I Recursos Humanos: O Capital Humano das Organizações, 9. Ed – R.J.; Alsevier, 2009
  • Chiavenato, I Gestão de Pessoas: O novo papel dos recursos humanos na organização – 3. Ed – R.J.: Alsevier, 2010
  • Leme, R. Aplicação prática de gestão de pessoas por competência 2. Ed – R.J. – Qualitymark, 2010
  • Revista Venda Mais Ano 19 nº 233 Setembro 2013 – Em Busca da Alta Performance em Vendas. Por Raul Cande loro.
  • O que é gestão por competência – www.gestaoporcompetencia.com.br/artigo-recursos-humanos/artigo-rh/oqueégestãoporcompetencia. – Por Ricardo Mendes.- Consulta 03/09/2014 20:37 h.
Compartilhar
Artigo anteriorCiclotermia – A medida certa para o seu corpo
Próximo artigoAgora a moda é detox de unhas
Alessandra Fregoneze
Alessandra Fregoneze é Fisioterapeuta com 11 anos de experiência no segmento, MBA em Gestão e Atuação Clínicas e SPAS, é pós-graduada em Medicina Tradicional Chinesa, autora do módulo Aurículoterapia Aplicativo Meihuanet, Especialista em Reabilitação Orofacial (D.T.M) e Estética Funcional Aplicada à Posturologia, é Consultora em startups e novos negócios da área de Estética e Bem Estar e ministra cursos sobre gestão, marketing e menu de serviços.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here