Atuação Estética – Gestação e pós Gestação

0
3116

shutterstock_176872412_ Grávida 2

 

Sabe-se que as transformações que ocorrem com o o corpo da mulher, durante a gestação, são visíveis a cada dia. Por sua vez, quando falamos sobre o amparo profissional, é o/a esteticista quem vai lidar com tais situações, que envolvem a saúde e a auto-estima.

Porém, para trabalhar com a gestante, é necessário ampliar os conhecimentos já existentes, com o objetivo de analisar cada procedimento e suas ações fisiológicas, quando a cautela será sempre a melhor opção. Além disso, o profissional esteticista deve estabelecer um excelente intercâmbio com a equipe de médicos que assistem a gestante, pois, se faz necessária a autorização, por escrito, de todas as técnicas empregadas.

Durante a gestação, a microcirculação sanguínea também aumenta, favorecendo a absorção de ativos e os riscos de alergias – aos que não sabem, determinados cosméticos podem irritar e causar manchas na pele. A própria ANVISA, inclusive, faz restrições do uso de ureia acima de 3%, cânfora e chumbo, por conterem características tóxicas.

Por isso, as escolhas para gestantes devem ser suaves e livres de parabenos.

Agora que você já sabe que as alterações na fase gestacional são percebidas em todos os sistemas corporais, é de suma importância conhecê-los. Vamos falar de algumas curiosidades e sobre os sistemas que o profissional esteticista pode atuar com tranquilidade?

Fases da Gestação   – Alterações nos Sistemas

  • Sistema Reprodutor

O útero aumenta de 5 a 6 vezes em tamanho, 3000 a 4000 vezes em capacidade e 20 vezes em peso no final da gestação.

Deixa de ser um órgão pélvico e passa a ser um órgão abdominal, resultando em compressões internas e alterando a fisiologia de alguns órgãos importantes, como bexiga, intestino e vasos sanguíneos.

  • Sistema Músculo Esquelético

Os ombros ficam arredondados com a rotação interna dos braços, que acontece devido ao crescimento das mamas. Já a cabeça projeta-se para a frente por conta do aumento da lordose cervical.

No final da gravidez, há também um alongamento dos músculos abdominais, que são alongados até o seu limite e adotam a “marcha de ganso” para adquirir o equilíbrio corporal.

O abdome fica protuso, mudando o centro de gravidade para cima e para frente, e adquire a aparência ovóide durante a gravidez primigesta (primeiro filho) e um aspecto globoso quando a gestação é multípara (mais de um filho).

Em mulheres de fototipo acima de 3, a hiperpigmentação que ocorre abaixo do umbigo até a região supra púbica, a chamada Linha Nigra, também pode ficar evidente.

Por outro lado, para suportar o peso do útero, os músculos do assoalho pélvico descem aproximadamente 2cm, ao mesmo tempo em que acontece a liberação de um hormônio chamado RELAXINA, que amolece as cartilagens e amplia as articulações pélvicas, explicando a maior frequência de entorses.

  • Sistema Gastro intestinal

Durante a gestação, há uma redução da atividade do sistema gastrointestinal, bem como um deslocamento do estômago, esfincter e intestino, devido ao crescimento do útero. Este quadro favorece indigestões, refluxos e constipação intestinal.

Como resultado, as fezes podem sofrer desidratação excessiva e chegar ao reto em forma de cíbalos duros e não na forma semi-sólida comum, o que não desencadeia o mecanismo retal de evacuação e fazendo com que sejam expelidas somente com dor e dificuldade, o que irrita o reto e provoca muitas vezes o surgimento de hemorróidas.

  • Sistema Urinário

Na gravidez normal, há uma hipotonia generalizada resultante de uma dilatação retal com redução do fluxo urinário, o que propicia um caldo bacteriano – este, por sua vez, pode levar a uma instalação urinária.

  • Sistema Respiratório

Em virtude da subida do diafragma, acontece um alargamento nas costelas inferiores. Na gestação, a ventilação pulmonar é aproximadamente 4 vezes maior, o que eleva em 20% o consumo de oxigênio e causa, subjetivamente, a dispneia (falta de ar).

Normalmente, o quadro se manifesta no 3º mês de gravidez, sendo esta a sua explicação diversa.

  • Mamas

Os seios aumentam já no início da gravidez e a razão é a maior quantidade de hormônios que o organismo produz, já que está se preparando para nutrir o bebê quando nascer.  A aréola aumenta, escurece e aparecem pequenas saliências ao seu redor, assim como surge uma espécie de rede de pequenas veias azuis. A sensibilidade e a sensação de dor, comuns no início da gravidez, tendem a desaparecer no 3° ou 4° mês. Porém, durante os nove meses, os seios continuarão a crescer e é muito importante o uso de um bom sutiã que lhe dê sustentação.

  • Sistema Circulatório

O volume sanguíneo e o débito cardíaco aumentam, assim como a frequência cardíaca, que sobe geralmente de 10 a 20 batimentos cardíacos por minuto no final da gestação. A gestante também pode apresentar taquicardia e palpitações enquanto repousa ou durante leves esforços.

Frequentemente, passa-se a observar a dilatação dos vasos sanguíneos, o aumento das varizes, e, mais para o fim da gestação, o edema dos membros inferiores.

Além disso, há o aparecimento de um reticulado de veias azuis finíssimas, por conta do próprio sistema circulatório, que produz um volume maior de sangue.

Os níveis normais são retomados seis meses após o parto.

  • Edema de Membros Inferiores

Durante os primeiros meses de gestação, é comum as mulheres relatarem  “peso e cansaço nas pernas” e dores na panturrilha e nas articulações, como as dos joelhos e tornozelos.

São sintomas de um edema, cuja causa mais comum se deve a uma alteração hormonal relacionada aos efeitos do estrógeno e da progesterona sobre as paredes dos vasos, que provocam uma distensão por conta da diminuição do tônus muscular.
Entrementes, o peso do útero em crescimento comprime as veias cava inferior e ilíaca, promovendo o aumento da pressão venosa nos MMII.

Este maior represamento de sangue nos MMII consequentemente diminui o retorno venoso, favorecendo a filtração de líquido para o espaço extra vascular.

Também ocorre uma diminuição da pressão oncótica do plasma e um aumento na retenção de sódio, minerais diversos e água.

Além disso, a modificação da curvatura da coluna lombar e sacra diminui o papel da bomba diafragmática.

  • Sistema Neuro Cutâneo

A pele da gestante também sofre com alterações hormonais, que podem variar de mulher para mulher. Em algumas, a pele fica sensível e seca, enquanto em outras a pele pode ficar oleosa e com acne, sobretudo em mulheres que já conviviam com essas alterações na fase pré menstrual.

Pode surgir na face, também, o melasma – que se acentua por meio da radiação solar. Clinicamente, o melasma adota a forma de manchas simétricas nas bochechas e nariz ou de uma máscara que ocupa todo o rosto, respeitando a zona ao redor dos olhos, boca e a região próxima ao couro cabeludo. O pigmento é a melanina de tonalidade variável, e se deve ao aumento de estrógenos ou de hormônio melanócito estimulante.

No corpo, há o escurecimento da linha alba denominada nigra.

Nesta região inferior do abdome, pode surgir inúmeras estrias, e o motivo é o estiramento da pele da barriga e o aumento do peso do útero. Como forma de prevenção, se recomenda o uso das malhas de suaves compressivas e faixas de sustentação.

  • Período de Atuação do Profissional Esteticista

Pode se iniciar a partir do terceiro mês de gestação, com a devida autorização do obstetra. Os protocolos são indicados para as mulheres que não apresentam riscos na gestação.

O atendimento deve ser começado com uma boa ficha de anamnese e avaliação, ao passo que o cuidado com os cosméticos devem ser redobrados, já que a pele da gestante tem capacidade de absorção cosmética maior que as outras pessoas. É de extrema importância, também, se questionar sobre as queixas da gestante, sua atenção com alimentação e a forma como usam os cosméticos de manutenção.

Consequência das taxas hormonais, o processo fisiológico desenvolve dificuldades de troca metabólica e o adipócito passa a acumular reservas no seu interior, aumentando a resistência de sua membrana e tornando-se um micro nódulo. Também ocorre o acúmulo de líquidos, pois a matriz intersticial fica geleificada, aumenta a pressão oncótica e resulta em uma maior retenção líquida no interior da célula.

  • Indicações de Protocolos para a Gestante

Nas áreas corporais, podemos oferecer protocolos para controle e prevenção de edemas nos pés e tornozelos, estrias no abdômen e laterais da coxa e nádegas, controle da celulite e flacidez.

Para um edema discreto e acúmulo de metabolitos, sugere-se a drenagem linfática manual, para que a gestante não apresente fragilidade capilar. (Esta drenagem pode ser associada ao equipamento de endermoterapia na intensidade – 100 mmhg)

  • Protocolos Corporais Sugeridos

Ter cuidado com o posicionamento da gestante, que deve ficar o máximo do tempo deitada em decúbito dorsal e usar apoio de almofada em membros inferiores; para os procedimentos na região posterior, posicionar a gestante em decúbito lateral esquerdo.

Higienização, esfoliação física suave em membros inferiores, superiores e região dorsal e evitar atrito e afinamento na área do abdome e mamas, pois, essas áreas são mais delicadas e possuem texturas mais finas. Passe longe de esfoliantes químicos e muito abrasivos.

Membros inferiores – Iniciar a drenagem linfática pelas coxas, pernas e pés. Em seguida, realizar enfaixamentos de suave compressão, do tornozelo até a coxa, e manter o enfaixamento até o final do atendimento.

Abdome e mamas – Espalhar creme neutro e realizar movimentos deslizantes suaves em todo extensão da barriga – Inicie pelo baixo ventre e vá até a região infra mamária e axilar.

Região Posterior – Posicionar a gestante em decúbito lateral esquerdo e realizar massagens de relaxamento nas áreas lombares, dorsal e cervicais.

Na face, podemos promover o controle da oleosidade e acne, limpeza de pele e prevenção dos melasmas gravídicos.

A limpeza de pele deve ser realizada sem aparelhos, mas é permitido usar o vapor e o aparelho de vacuoterapia e peeling diamantado durante a preparação . Fazemos a opção de higienizantes neutros e esfoliação com cremes suaves de sementes de frutas.

A associação do peeling diamantado ou de cristal com pressão em torno de – 80 mmhg pode assegurar uma emoliência mais eficiente, uma vez que facilita um afinamento suave da pele. Tal emoliência pode ser obtida com cremes hidratantes faciais e calor úmido .

No momento da extração, é preciso ter muito critério e não utilizar cureta, pois os traumas na pele da gestante podem resultar em sequelas discrômicas.

  • Finalização

É recomendado o uso de máscaras de argila na pós extração. A argila verde é ideal para o controle da oleosidade e acne, já as argilas vermelhas e brancas servem para o controle de manchas gravídicas e hidratação cutânea .

Evitar o uso de cosméticos ácidos, peeling físico profundo e atritos severos.

Orientar sobre utilizar o filtro solar correto para cada estado cutâneo.

  • Resumo do protocolo facial
  • HIGIENIZANTES: Sabonete líquido ou cremoso;
  • ESFOLIANTES: Físico suave ou enzimático ou peeling diamantado suave;
  • EMOLIENTES: Cremes ou loções hipoalergênicas;
  • EXTRAÇÃO: Com loção anti séptica;
  • LOÇÕES: Calmante e tônica;
  • MÁSCARAS: Calmante, argila e hidratante;
  • FINALIZANTES: Emulsão com filtro, cremes e géis.
  • Contra indicações absolutas:

Uso de eletrofototerapia, cosméticos químicos, alergênicos, crioterápicos, termo gênicos, canforados, ureia .

Bibliografia:

DOUGLAS, CARLOS R Tratado de fisiologia aplicada à ciência da saúde. Fisiologia da gravidez. 4ª. Edição, São Paulo. Editorial Robe, 1999-2000.

FERNANDEZ, JEAN-CLAUDE. Reeducação vascular nos edemas dos membros inferiores. 1ª. Edição brasileira – 2001. Traduzido do livro Rééducation dês oedémes des membres inférieurs. 1ª. Edição, Paris 1999.

SAMPAIO, S.A.P.; RIVITTI, E. A. Dermatologia, 3º ed., São hulo: Artes Médicas, 2008.

SILVA, ANA PAULA. Fundamentos fisiológicos do sistema linfático e da drenagem linfática manual – aplicação da técnica no pós-operatório de lipoaspiração. Monografia apresentada como exigência parcial para obtenção do título de pós-graduação em Fisiologia Humana.

Crédito Foto: http://4.bp.blogspot.com/-M-gihf9g5l8/U-oCrqdCuqI/AAAAAAAAAOA/8O–3NUL4Xs/s1600/shutterstock_176872412.jpg

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here