Antioxidação e fotoproteção associados a ativos reparadores

0
276

A evolução e os avanços científicos na área de dermocosméticos têm demonstrado através de pesquisas, exemplos da utilização de antioxidantes de ultima geração no combate aos fotodanos e ao envelhecimento.

Dentre as várias teorias do envelhecimento, as mais comumente aceitas são as dos radicais livres, da inflamação subclínica, do envelhecimento da mitocôndria, a teoria da imunidade e a teoria dos telômeros. A restrição calórica também tem sido muito abordada como forma de combater o envelhecimento bem como a necessidade de atuar sobre a glicação oxidativa. Quando temos uma dieta calórica fora dos padrões saudáveis aumentamos a produção de radicais livres e a oxidação da moléculas de glicose (fenômeno da glicação) .

A utilização dos antioxidantes está em alta, seja via oral ou tópica para produtos de tratamento, todos com ênfase em ativos que combatem a produção de radicais livres. Se, diariamente aplicarmos um ou mais ativos em associação que evitem a oxidação e que sejam biodisponíveis na pele, aumentamos a imunidade e a capacidade de regeneração deste tecido.

É com esta terapêutica de renovação e sinalização celular na epiderme e derme que o uso de uma cosmeceutica inteligente bem aplicada vai restabelecer e complementar as funções celulares, melhorando a saúde da pele.

Podemos citar como exemplo as manchas, os tratamentos ainda indicados até hoje para diminuir as hipercromias, agressivos e sem resultados permanentes (peelings, lasers, ácidos…), não conseguem uniformizar a coloração da pele, o cliente continua sempre insatisfeito e muda de profissional. Bem, se maximizamos a performance do conjunto estrutural da pele melhorando a vascularização na derme, reequilibrando a homeostase celular, normalizando a energia mitocondrial, estimulando a produção de glicosaminoglicanos, hidratando mais o colágeno, enfim, aumentando sua capacidade funcional, a produção de melanina diminui pois o melanócito fica em um ambiente mais saudável e não precisa hiperreagir á qualquer estímulo: a mancha desaparece (ou diminui ao ponto de não ser visualizada mais).

Devemos aplicar então um sistema de proteção e reparação da pele com o intuito de combater o processo de fotoenvelhecimento e o processo de inflamação que gera a deficiência de colágeno pela produção excessiva de colagenase, que, fragmentado, diminui a tensão mecânica e desestrutura a matriz extracelular.

Para conferir um sistema de proteção, reparação e antioxidantes avançados é necessária a associação de ativos que ajam pontualmente e que este conjunto crie um sistema que apresente esta sinergia.

1- Proteção solar: função barreira da pele: com o objetivo de proteger a pele contra manchas e envelhecimento precoce e diminuir a hiper-reatividade da melanina, o cosmético mais inteligente para iniciar este sistema seria um protetor solar com alta proteção (alto PPD)  contra os Raios UVA que são os mais agressivos .Esta proteção é mensurada no rótulo do produto pelo PPD (Persistant Pigment Darkening) que deve vir quantificado em números (preferencialmente acima de 20) o que quer dizer que foram testados IN VIVO, fazendo assim uma proteção eficiente contra a radiação solar UVA..

2-Antioxidação Avançada: renovação celular: atuar diretamente nas espécies reativas de oxigênio (o maior radical livre) que tem sua presença aumentada após exposição solar e garantir a proteção da mitocôndria e do DNA. Utilizando um antioxidante universal (como exemplo poderíamos citar o alfa lipóico) biodisponibilizado na pele com a capacidade de neutralizar os danos gerados pelas espécies reativas deste oxigênio associado a um antiglicante tópico (como o dipeptideo carcinina) que reverte o processo de glicação reparando a estrutura do colágeno e protegendo a estrutura do DNA, vamos conseguir reverter os danos que já foram causados ao colágeno e outras macromoléculas da M.E.C. melhorando a saúde da pele revigorando seu status de proteção e defesa.

3-Reparação Funcional: hidratação profunda: para complementar a renovação e a reidratação é fundamental proteger o colágeno da degradação e estimular a produção de glicosaminoglicanas conferindo maior hidratação e um preenchimento natural através do uso de oligoelementos essenciais como por exemplo o hidroxiprolisilane CN que é o silício orgânico biodisponível reestruturando a arquitetura dérmica e funcionalidade da pele resultando maior firmeza e elasticidade, protegendo das agressões externas e no combate á flacidez e ás rugas .

Artigo escrito com colaboração da Biotec

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here