Além da cafeína

0
289

Entenda os ativos que associam qualidades e proporcionam o melhor tratamento corporal

Tratamentos corporais são considerados os mais árduos de atingirmos o resultado. Isso se dá pela necessidade do companheirismo do cliente durante todas as sessões, tornando o tratamento uma grande parceria. Diante desse cenário, conseguimos listar os deveres que envolvem essa parceria para alcançar o grande sucesso.
O cliente terá a simples tarefa de compreender que grande parte do resultado partirá de ações feitas por ele, como: reeducação alimentar, atividades físicas e a utilização correta do home care (indicado pelo profissional)
Do outro lado, encontramos a atuação do profissional da área, onde caberá analisar cada necessidade fisiopatológica para elaborar uma estratégia de ação personalizada, baseando sua linha de tratamento no tripé estético: associação de dermocosméticos de alta tecnologia, eletroterapia e técnica manual.
Não podemos esquecer que nós temos grandes poderes em mãos para potencializar os resultados, podemos investir em associação de cosméticos nos recursos eletroterápicos e técnicas manuais que conseguem modelar o tecido, aumentar a permeação de ativos e induzir a lipólise local.
Continuando com os deveres do profissional, classificamos como prioridade o entendimento de todas as disfunções corporais, ou seja, dominar a fisiologia de cada característica inestética, como:
A gordura localizada que é descrita histologicamente como o acúmulo de adipócitos volumosos em uma determinada região do corpo, sendo sua etiopatologia a genética, os maus hábitos alimentares, a oscilação hormonal e o sedentarismo.
A HLDG (Hidrolipodistrofia Ginoide) caracterizada pelas ondulações irregulares presente na pele devido ao aumento dos adipócitos locais que comprimem as fibras de sustentação e os vasos sanguíneos. Essa compressão induzirá ao edema local, diminuindo o aporte de nutrientes e oxigênio.
A falta de tonicidade do músculo ou da pele como consequência da perda das fibras colágenas e elásticas, geralmente ocasionadas pela degradação das mesmas, denominadas flacidez tissular e muscular.
Cabe também ao profissional ter a visão clínica e ligeiramente bioquímica sobre as inovações cosméticas, mas o que é isso? É saber analisar de maneira singular e coerente cada produto e entender sobre o seu mecanismo de ação, filtrando assim o princípio ativo que irá atender sua necessidade fisiopatológica.
Com isso, você profissional da área deve estar atento as atualizações que acontecem a cada segundo no mundo dos cosméticos. Abaixo listo alguns princípios ativos corporais que trabalham de maneira eficaz e vão além da cafeína, ativo comumente conhecido como principal opção para o tratamento corporal. Com a associação de ativos conhecidos no mercado de grande eficácia e ativos inovadores, conseguiremos atingir grandes resultados.
> Caobromine: Melhora a microcirculação cutânea, facilitando a nutrição do tecido. Interfere no processo de lipogênese (formação da célula de gordura) e ativa a degradação de triglicerídeos em ácidos graxos e glicerol, conferindo forte atividade lipolítica.
> Xantalgosil C: Em sua forma associando a cafeína ao silício orgânico, confere maior afinidade cutânea, promovendo assim maior permeação. Sua ação é direta em dois fatores que induzem a lipólise:
– Inibe a enzima fosfodiesterase, que em grande escala é responsável pela destruição do mensageiro da célula (AMPc) capaz de induzir o adipócito à lipólise.
– Aumenta significativamente o AMP cíclico intracelular, mensageiro responsável pela degradação dos triglicerídeos em ácidos graxos e glicerol.

Ilustração Bel Col em Revista
> Barbatimão: Extraído do fruto e da casca arbórea originária do Brasil e mais conhecida como cerradões do Brasil Central. Apresenta composição rica em flavonoides que confere otimização da circulação periférica, do afluxo de nutrientes com ação antioxidante e combate aos radicais livres.
> Bioex IP: Complexo de compostos que estimulam a vasodilatação local, induzindo a hiperemia (vermelhidão) de maneira confortável e segura, sem sensibilizar a pele do cliente e as mãos do profissional.  Por conter forte ação vasodilatadora, conseguimos classifica-lo como uma fase preparatória para os tratamentos corporais, aumentando assim a permeação dos ativos usados posteriormente.
> Garcínia: Ativo extraído da Garcínica Cambogia, rico em ácido hidroxicítrico que leva duas funções especiais: a inibição da síntese de ácidos graxos e ativação de enzimas que induzem a degradação dos lipídeos locais.
> Gengibre: Nativo da Ásia, o extrato glicólico de gengibre é conhecidos por suas propriedades quentes, revigorantes e anti-inflamatória. Trabalha diretamente no aumento do metabolismo local e na vasodilatação, sendo assim bem aproveitados em tratamentos de gordura localizada e celulite.
> Hera: Planta trepadeira natural da Europa central e ocidental. Seu uso deriva desde o controle dos mediadores da inflamação e regeneração do tecido lesionado até os efeitos drenantes e lipolíticos.
> Ostras: Rica em minerais, proteínas e ácidos graxos, apresenta ainda alguns aminoácidos essenciais que repõem nutrientes ideais para melhorar a qualidade e a firmeza do tecido.
> Physiogenyl: Complexo oligomineral catalisador, obtido pela associação de sais minerais ao PCA, componentes integrante do fator de hidratação natural da pele. Repõe nutrientes essenciais para as células e estimula o seu metabolismo energético, melhorando a qualidade do tecido. Funciona como um “despertador” da pele, alimentando-a de nutrientes indispensáveis para fornecer energia e hidratação.
Analisar e compreender cada item proposto nos leva ao resultado planejado anteriormente junto ao cliente. Justificamos assim a atuação sinérgica do profissional da área com o cliente, levando o tratamento em parceria do início ao fim e após com a manutenção sequencial de acordo com cada necessidade.

Matéria extraída da Bel Col em Revista – Edição 80
www.belcol.com.br

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here