Tipos de ultrassons e seu uso na estética

0
534

Possuímos na estética uma grande variedade de ultrassom, que nos auxiliam na terapêutica, aqui será abordado os que são utilizados na estética: ultrassom de 3Mhz, 3,5 Mhz, 5Mhz e 10Mhz; o ultrassom de alta intensidade; o ultrassom de baixa intensidade e o ultrassom com terapias associadas.
De modo geral ultrassom é um recurso eletroterápicos que consiste em vibrações mecânicas que são o mesmo que ondas sonoras. Todos os ultrassons promovem cavitação, porém uns provocam cavitação estável (ultrassom de alta frequência) e os outra cavitação instável.

Segue comparações:

– Ultrassom 3Mhz: Seu mecanismo produz ondas sonoras de alta frequência na ordem de Mhz, possui um transdutor plano e precisa de um meio para se propagar, e por isso utilizamos o gel. Indicado para Fibro edema gelóide, pós-operatório (fibrose, aderência), edema, gordura localizada com fonoforese.

-Ultrassom 3,5Mhz, 5Mhz e 10Mhz: É um aparelho que possui mesmo sistema de funcionamento do ultrassom de 3Mhz, emitindo alta frequência e foi concebido para fins de rejuvenescimento cutâneo. Ainda em estudo.
Vale ressaltar que a profundidade atingida pelo ultrassom pode ser modulada pela frequência de onda: quanto maior a frequência, mais superficial é a penetração no tecido. A utilização do ultrassom deve durar em média 20 minutos, aconselha um protocolo de 10 a 20 sessões consecutivas, com intervalo de 48h, sendo feito 2x na semana (ideal), e após concluir as sessões dar uma pausa de 2 meses, para evitar a sobredosificação, que é o excesso de dose ultrassônica.

Ultrassom alta intensidade: Tem objetivo principal a destruição seletiva dos adipócitos de forma não invasiva. Possui uma tecnologia que utiliza material piezelétrico côncavo e por isso chega nas células adiposas, seletivamente em uma frequência de Mega-hertz (por isso não faz zumbido), mas tem formigamento no local. A aplicação é feita de forma pontual, 2x na semana, por 30 minutos (estimativa) e utiliza-se gel neutro. Indicação: Gordura localizada.

Ultrassom baixa frequência: O comprimento de onda emitido ocasiona vibrações da gordura nas células adiposas, o que ocasionam no rompimento da membrana, o material celular é recolhido pelo sistema linfático e devolvido ao sistema sanguíneo, mecanismo muito semelhante ao do ultrassom de alta intensidade, porém a frequência desse ultrassom é em quilohertz, e por esse motivo o famoso zumbido que o mesmo proporciona. A utilização é feita em movimento dinâmico, semelhante a aplicação do ultrassom de 3Mhz, em média 2x na semana e utiliza-se também o gel neutro.
Em ambos casos é indicado que o paciente pratique atividade física e controle a alimentação. (Nota: Em todos os casos e procedimento estético, na verdade!!)

Ultrassom com corrente elétrica: são equipamentos que possibilitam a associação de US de 3 MHz (ultrassom de alta frequência, porém com intensidade maior) e corrente elétrica através de um único cabeçote transdutor que emite as ondas ultrassônicas e a corrente elétrica simultaneamente. Indicado para gordura localizada, fibro edema gelóide e flacidez de pele.

Por possuir uma variedade acaba-se por confundir muito os profissionais. No texto foi relatado apenas os ultrassons de utilização estética, o que cabe ressaltar que temos outros tipos que são utilizados por outros profissionais, mas não foi citado.
Portanto, conheça o aparelho que está utilizando, analise os pós e contras, seus efeitos, faça sempre uma anamnese e dessa forma terão uma excelente terapêutica e maravilhosos resultados!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here