Reparação da barreira cutânea de alta-performance

0
271

A reparação é um dos tópicos mais relevantes na cosmetologia estética, pois está relacionado com a barreira cutânea. Os estudos dessa barreira não são recentes porém, atualmente, há evidências que tem influência na resposta inflamatória, na ativação dos melanócitos, na angiogenêse, na fibroplasia e principalmente na sensibilidade cutânea.

A sensibilidade é uma condição que pode estar presente em qualquer tipo de pele (seca, oleosa, mista, normal, acneica) e ocorre indistintamente em ambos os sexos. Em estudo extensivo de auto-percepção realizado por Johnson e Paige1 com 15.000 consumidores de diversos países, constatou-se que mais da metade da população feminina afirmava ter pele sensível e 30% dos homens afirmavam ter este tipo de problema. Eles demonstraram também que 40% das mulheres pesquisadas associavam a sensibilidade com a pele seca e concluíram que “pele sensível é um fenômeno comum e amplamente difundido, multifatorial em causa e expressão”1. A pele sensível apresenta-se, na maioria das vezes, avermelhada, fina, frágil e irritada com freqüente sensação de ardor e repuxamento. Pode apresentar hiper reatividade e envelhecer mais rapidamente, pois as reações que sofre geram uma produção maior de radicais livres.

Alguns autores correlacionam o aparecimento da pele sensível com a diminuição da espessura do estrato córneo, alterações do pH da superfície cutânea e alteração do manto hidro lipídico, além do aumento da permeabilidade. O quadro classificado como pele sensível pode ser desencadeado ou agravado por uso de produtos tópicos (medicamentos, sabonetes alcalinos, perfumes, peelings, ácidos esfoliantes e cosméticos em geral, principalmente que contenham álcool em grande quantidade) associados a fatores que contribuem muito como efeitos ambientais (variações climáticas naturais e artificiais como por exemplo, ar condicionado; sol; frio; poluição), fatores intrínsecos (idade, alterações hormonais, hereditariedade), estilo de vida (alimentação, estresse, hábitos de higiene excessivos, banhos com água muito quente) e indivíduos com patologias dermatológicas pré-existentes (dermatite atópica ou seborreica, rosácea, ictiose).

As agressões causam danos a curto prazo como sensação de desconforto e a longo prazo como perda da vitalidade, firmeza  e flexibilidade da pele (flacidez), além de envelhecimento precoce com aparecimento de finas linhas de expressão e rugas.

Como o profissional identifica uma pele sensível?

Primeiramente, o cliente relata um desconforto, isto é, sensação de ardor, descamação e repuxamento frequente, além disso o profissional observa que a pele possui uma perda de vitalidade, firmeza, brilho e elasticidade com aparecimento de finas linhas de expressão. Outro aspecto importante é o fato da hipersensibilidade, o cliente descreve que em determinadas situações, como uso de cosméticos, a pele reage de forma descontrolada.

Qual é o segredo de um tratamento de peles sensíveis ou hiper-reativas?  Como obter resultados excepcionais?

O segredo é fazer uso do conceito Repair System que se baseia na  Normalização Cutânea. Esse sistema de tratamento dermocosmético faz uso de bioativos hidratantes, antioxidantes e repositores de lipídeos, melhorando a textura e suavidade de peles que sofreram danos. Para resultados imediatos utiliza-se um Elixir Reparador Concentrado com os seguintes benefícios: restaurador imediato, acelera os processos de cicatrização por estimular a regeneração dos tecidos, promove a reepitelização cutânea, auxilia na hidratação e reparação da barreira cutânea, é antioxidante e antiinflamatório.

Que bioativos são utilizados nesse sistema de tratamento?

Um blend exclusivo de óleos preciosos que auxiliam no reparo cutâneo, principalmente em peles agredidas por fatores externos como excesso de exposição solar, poluição ou tratamentos estéticos mais agressivos (peelings, laser, CO2, dentre outros) e micropigmentação. Traz conforto imediato após a aplicação. São eles:

Óleo de Argan: Originário do Marrocos. Minimiza e previne o surgimento de linhas finas de expressão devido ao seu alto poder antioxidante, hidratante e regenerador. Suaviza e ameniza as asperezas de peles ressecadas e auxilia no processo de reparo cutâneo.

Óleo de Canola: Originário do Canadá. Fonte rica de Omêga 6 e 3, antioxidante rico em vitamina E. É anti-inflamatório e reparador. Previne formação de linhas de expressão.

Óleo de Girassol: Originário da América do Norte. Óleo considerado nobre pois possui alto valor nutritivo. Rico de ácido oléico, linoléico e linolênico que promovem a regeneração cutânea. É emoliente, reepitelizante e auxilia na cicatrização.

Óleo de macadâmia: Originário da Austrália. Promove a hidratação contínua evitando a formação de rugas e o envelhecimento precoce. Rico em ácido palmítico e oléico é emoliente, hidratante, antienvelhecimento. É facilmente absorvido pela pele e cabelos, lubrificando e mantendo o teor hídrico cutâneo.

Vitamina E: Potente antioxidante biológico, inibe a formação de radicais livres e seu efeito nocivo sobre as membranas das células e outros componentes celulares, incluindo o DNA. Hidrata, revitaliza e tem ação antiinflamatória.

Referencias:

  1. Johnson AW, Paige DW. Making sense sensitive skin, Proceedings of the 18th Annual IFSCC Congress, Yokahama, Japão, 1995

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here