Qual a importância do PPD no filtro solar?

0
507

Sabemos o quanto é importante o uso do Filtro Solar diariamente para prevenção de diversas disfunções estéticas, doenças de pele e principalmente o Câncer de Pele.

Mas infelizmente uma grande parte da população não segue esta recomendação, às vezes por falta de informação ou ainda por hábito cultural.

E quando falamos sobre a escolha de um Filtro Solar muitas dúvidas são questionadas: o que é mais importante, o fator de proteção, ativos, toque seco, tipo de pele?

Eu diria que todos estes itens são importantes e vou além, é necessário o conhecimento sobre as siglas que encontramos nas embalagens, tais como:

UVA: responsável pelo envelhecimento precoce. Essa radiação tem o poder de penetrar no tecido até as células da derme, principal desencadeador de radicais livres, além de causar diversos danos à pele durante todo o ano, independente da estação, inclusive pode provocar o surgimento do câncer de pele.

UVB: responsável principalmente por queimaduras e vermelhidão. Muito mais evidente entre as 10 da manhã e as quatro da tarde.

E a importância do PPD no Filtro Solar?
PPD vem do inglês “Persistant Pigment Darkening” ou traduzido para Pigmentos Persistentes de pigmentação, indica o grau de proteção contra os raios UVA, esses que não causam queimaduras e nem vermelhidão, mas são os grandes responsáveis pelos danos graves e a longo prazo, como manchas, envelhecimento e até câncer de pele.

Com as radiações cada vez mais intensas que enfrentamos ao longo do ano, aplicar e reaplicar o protetor solar todos os dias tornou-se indispensável.

Segundo a Colipa (Comitê de Ligação das Associações Européias da Indústria de Perfumaria e Cosméticos) publicou em 2006 uma recomendação aos protetores solares, que a proteção UVA corresponda a, no mínimo, um terço da proteção UVB, ou seja, se o FPS for igual a 30 (FPS=30), o nível de proteção PPD deve ser igual ou superior a 10.

A importância do valor do PPD com relação ao FPS é quantificar a proteção oferecida contra a radiação solar UVA, principal causadora do fotoenvelhecimento cutâneo, já que ela penetra profundamente na pele, acelera o surgimento de rugas, flacidez e manchas, além de causar danos às fibras de colágeno

Um protetor solar com PPD alto ou altíssimo é essencial para garantir a proteção da sua pele e evitar o surgimento ou o agravamento das manchas do melasma que neste caso, quanto maior a exposição a esse tipo de radiação, mais afetada a pele será e mais comprometido o grau do melasma.

Hoje devido à Estética atual, novas tecnologias em ativos, matérias primas super modernas, cada vez mais conseguimos desenvolver e oferecer ao mercado de Estética e Dermocosméticos, Filtros Solares multifuncionais, com PPd´s superiores ao valor do FPS, além de toda a proteção necessária, benefícios como ação rejuvenescedora, estímulo à síntese de colágeno, melhora da integridade da barreira cutânea, hidratação, reestruturação da ancoragem na junção dermoepidérmica e estímulo à proliferação celular.

O cuidado com a proteção da nossa pele vai além da exposição solar. A escolha de um Fotoprotetor com UVA (PPD) alto é fundamental para as pessoas que possuem manchas, melasmas ou ainda aquelas que estão passando por procedimentos estéticos, como um Peeling para Rejuvenescimento, Tratamento de Melasmas, Renovação de tecido, é imprescindível o uso deste diferencial em um FPS para reduzir possíveis intercorrências ao longo do procedimento e proteger de forma eficiente. É um cuidado preventivo e um carinho a mais para a sua pele!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here