PERSONAL CARE!

0
145

O desejo de ter e preservar uma aparência bela e jovem é o fator essencial para o desenvolvimento de técnicas para documentar, entender e tratar as alterações que ocorrem no envelhecimento.
O processo natural de senescência resulta da redução gradual na função de células individuais e componentes estruturais, incluindo ossos, músculos, tecido adiposo e ligamentos. Essas alterações são especialmente aparentes na face, cuja importância na identidade e nas interações sociais humanas já é bem estabelecida. Uma face jovem exibe volumes e contornos bem definidos que se combinam harmonicamente. Conforme envelhecemos, ocorre um aumento da compartimentalização das unidades
estéticas faciais regionais, que se individualizam, principalmente devido a alterações nos tecidos ósseos e adiposos.

Estrutura Óssea
O metabolismo ósseo encontra-se ativo ao longo de toda a vida do ser humano, havendo reabsorção e formação óssea para equilibrar a homeostase. Durante o período de crescimento, a atividade de formação óssea é maior, havendo aumento do volume ósseo. Por outro lado, durante o processo de envelhecimento do osso, também conhecido como remodelação óssea, a reabsorção é maior, resultando em perda de volume.

Coxins de Gordura
Um rosto jovem é caracterizado por uma distribuição homogênea e equilibrada de gordura superficial e profunda, o que confere uma topografia tridimensional arredondada delineada por uma série de arcos e convexidades. À medida que as pessoas envelhecem, a gordura subcutânea é perdida, particularmente ao redor da órbita, fronte, glabela , mandíbula, nas regiões malares, mentonianas e periorais. Há hipertrofia submentoniana, formação do sulco nasolabial, mentolabial, bolsas infraorbitais e perda de coxins de gordura malar. A redução da gordura subcutânea contribui para a formação das rugas dinâmicas e estáticas decorrentes da contração muscular.

Músculos Faciais
Os músculos da mímica facial prolongam-se, aumentam seu tônus e diminuem sua amplitude de movimento com o passar da idade. Essas mudanças podem levar a modificações nos coxins adiposos, resultando nos efeitos clínicos de acentuação das linhas de expressão e formação das rugas estáticas.
Os principais músculos da mímica que são afetados pelo envelhecimento são: frontal, corrugadores, prócero, orbicular dos olhos, elevador do lábio superior e da asa nasal, nasal, depressor do septo nasal, mentoniano e depressor do ângulo da boca.

Ligamentos da Face
Os ligamentos de retenção da face são anexos fortes e profundos que se originam do periósteo ou da fáscia profunda e atravessam perpendicularmente as camadas faciais para inserção na derme. Estes ligamentos atuam como pontos de ancoragem, mantendo e estabilizando a pele e a fáscia superficial (SMAS) sobre a fáscia profunda subjacente e o crânio, em locais anatômicos definidos. Alguns autores acreditam que a frouxidão dos ligamentos de retenção resulta na descida dos tecidos moles que eles sustentam. Outra teoria sugere que os ligamentos permanecem relativamente fortes enquanto o tecido que não é apoiado neles desce com o tempo. Este fenômeno é responsável pelos sinais do envelhecimento facial, manifestados em protuberâncias e sulcos.

Você é Único
Somos indivíduos únicos, não existe ninguém igual ao outro. Essa particularidade requer uma avaliação personalizada, apesar do processo de envelhecimento ser inerente à todos, cada um terá suas características próprias.
Para fornecer correções adequadas às mudanças do envelhecimento no rosto, cabe ao profissional planejar uma abordagem que atenda cada indivíduo com base em suas necessidades. A avaliação do rosto é fundamental para o estabelecimento do plano de tratamento estético.
Através da identificação das características positivas de cada face, das áreas de possível melhora, das necessidades de relaxamento ou restauração de volume, é possível estabelecer as prioridades de abordagem de cada paciente, realçando a sua beleza.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here