Pedras quentes e pindas chinesas para aquecer no outono e inverno

0
933

A Estética representa Saúde e Bem Estar, e nos dias mais frios os clientes tendem a diminuir sua frequência nas clínicas, porém os profissionais mais atentos irão buscar recursos que possam contribuir para o conforto no momento do atendimento, como por exemplo, servir chá antes e depois da realização dos procedimentos, aquecer o ambiente de atendimento com aquecedores, aplicar mantas térmicas entre a maca forrada e lençóis, antes de iniciar os procedimentos, enfim, recursos simples, que dispensam grandes investimentos financeiros.
Falando em investimentos, para os profissionais que investem em conhecimentos através de cursos de aperfeiçoamento relacionando ás inúmeras técnicas de Terapias Alternativas, o outono é o momento certo para atuar e divulgar os tratamentos (ou programas) de terapias, que podem ser mesclados entre si, como por exemplo: intercalar sessões de Massagem Corporal com Pedras Quentes e sessões de Massagem Corporal com Pindas Chinesas.
Além dos benefícios fisiológicos, as terapias com Pedras Quentes, ou Pindas Chinesas são realmente “alternativas” que podem propiciar saúde mental e sensorial. O cliente eleva sua qualidade de vida, diminuindo estresse, ansiedade e ainda potencializando sua autoestima, pela liberação de endorfina e serotonina, durante a massagem, sendo que, essas substâncias são responsáveis pela sensação plena de bem estar.
A Terapia com Pedras Quentes possui riqueza de conceitos, porém resumindo o Capítulo 05 do livro “Terapias Alternativas”, essa terapia desempenha função de termotransferência (transferência de calor da pedra para a pele durante a massagem), isso acontece porque as pedras são ricas em oligominerais, como: silicato de ferro, silicato de magnésio, entre outros.

A pedra pode absorver calor de outro elemento, como no caso da água aquecida, em seguida transferir, ou perder esse calor, resumindo o processo em tópicos:
• Pedra aquecida em água entre 36ºC á 38ºC.
• Pedra aquecida aplicada na pele humana.
• Transferência de calor.
• Pedra rapidamente perde calor por conta da transferência.

As Pedras de tamanhos específicos para anatomia corporal em temperatura entre 36ºC á 38ºC, pode contribuir para:
• Esfoliação Cutânea
• Analgesia Muscular
• Aumento da circulação periférica
• Contribui para circulação linfática
• Estimula movimentos peristálticos quando realizado movimentos indicados no abdômen.
• Estimula descongestionamento das vias respiratórias quando utilizado óleos essenciais indicativos do alívio pulmonar
• Potencializa permeação de ativos
• Diminuição da congestão venosa
• Redução da viscosidade do sangue
• Sensação de Bem Estar

A Terapia com Pindas Chinesas também possui riqueza de conceitos, porém em suma, trata-se de da representação de cultura milenar do Continente Asiático, mesmo não havendo relatos comprovados, a dedução é de que surgiu um “modelo” da técnica na China, por esse motivo a denominação Pindas “Chinesas”.
A Terapia com Pindas Chinesas segue os fundamentos da Terapia Floral e Aromática (encontrados no livro “Terapias Alternativas”), pois vincula a cientificidade fitoterápica, aliado as manobras relaxantes e de pressão e descompressão para terapêuticas corporais.
Pindas Chinesas propriamente específicas são compostas de ervas medicinais desidratadas (abordadas a seguir) e sal marinho (sal grosso), por conta de suas propriedades drenantes, sendo que essa miscelânea é envolvida por tecido de algodão natural, finalizado com cordão ou barbante com composição de algodão. As Pindas Chinesas devem ser aquecidas antes que se iniciem as manobras. Podem ser utilizados aquecedores térmicos (elétricos) e Réchauds à velas.

As ervas medicinais desidratadas, utilizadas precisam seguir os critérios rigorosos de inspeção pelas organizações responsáveis pelas fiscalizações, a escolha da combinação de ervas medicinais são definidas por especialistas que dominam os conhecimentos da terapia (existem inúmeros cursos profissionalizantes no Brasil atualmente) quando selecionadas por suas características individuais, possuem propriedades, estimulantes, relaxantes e descongestionantes, entre muitos outros benefícios.
Considerando que o cliente esteja realizando tratamento médico, as Terapias Alternativas devem ser aplicadas juntamente com acompanhamento e recomendações do médico especialista.
Atuar como terapeuta em Terapias Alternativas, significa promover assistência ao cliente, com o intuito de integração dos fatores físicos e emocionais. O indivíduo pode estar emocionalmente instável, porém suas faculdades mentais estáveis, sendo essas as circunstâncias mais apropriadas para a aplicação das Terapias Alternativas.

Referências
VIVEIROS, N. 2016, Terapias Alternativas. Editora do Autor, São Paulo, 1ª Edição.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here