Olhar radiante e livre de olheiras

0
328

Com a correria do dia a dia, o trabalho atribulado e mais os afazeres da vida pessoal, está cada vez mais difícil dormir as tão sonhadas e recomendadas 8 horas de sono diárias. Mesmo para quem consegue, ou chega perto disso, nem sempre o sono é tranquilo. Como consequência, no dia seguinte, lá estão elas, as olheiras, marcando de forma negativa uma região tão importante e expressiva no rosto. E o pior é que provocam um forte impacto na qualidade de vida de quem sofre com esse problema, afinal, a região ao redor dos olhos, além de expressar o estado emocional, também revela como anda a saúde do indivíduo e proporciona à face nossa sensação de bem-estar. No caso de quem está sofrendo com as olheiras, o rosto ganha um aspecto cansado, triste e envelhecido. Ninguém gosta de encontrar com um conhecido na rua e de repente ouvir aquele comentário: nossa, você está com a aparência horrível! Mas é essa a sensação que temos quando somos acometidos por essa alteração, não é mesmo?

E as olheiras atingem homens e mulheres e não têm idade pra aparecer. Entre os principais motivos que levam ao aparecimento dessas marquinhas escuras ou que intensificam as já existentes em quem tem propensão a essa alteração estão a genética, o estresse físico e emocional, poucas horas de sono, envelhecimento cronológico, exposição excessiva aos raios ultravioletas, reações alérgicas e atópicas, alterações no trato respiratório (respiração bucal), alterações hormonais, consumo em excesso de álcool e fumo. Todos esses fatores promovem uma alteração no metabolismo, geram toxinas e prejudicam o sistema circulatório por dificultar a irrigação e oxigenação na região dos olhos, desencadeando uma resposta imunológica do organismo. Esse processo vai desencadear uma posterior reação inflamatória que favorece o aumento da produção de melanina na região em torno dos olhos, muito mais evidente nas pálpebras inferiores, e que resulta tanto na hiperpigmentação quanto na vasodilatação, dando origem às diferentes características da alteração.

Tipos de olheiras
ORIGEM MELÂNICA – Quando há aumento da produção de melanina na região em torno dos olhos, devido à uma reação inflamatória, alteração hormonal e exposição excessiva à radiação ultravioleta. São mais evidentes em pessoas com fototipo alto, porque nelas o processo de melanogênese (formação da melanina) é mais acelerado.

ALTERAÇÃO VASCULAR – Nesse tipo de alteração, diferente da melânica, não tem aumento de melanina e sim por a pele da região da área dos olhos ser mais fins, é possível visualizar a atividade vascular, devido à dilatação dos vasos, que quando agravada por deficiência da microcirculação ou congestão gera tons de violeta, azul e roxo. A falta de sono, reações alérgicas, respiração bucal, fumo e excesso de álcool são fatores que desencadeiam esse tipo de olheiras porque comprometem a vascularização, provocando o que chamamos de estase, que é a diminuição da velocidade da circulação, afetando a drenagem venosa nas pálpebras.

FRAGILIDADE VASCULAR (DEPÓSITO DE HEMOSSIDERINA) – Quando a microcirculação está comprometida, o vaso fica mais frágil e a permeabilidade capilar aumenta, com isso temos um extravasamento de hemácias (glóbulos vermelhos do sangue), que contêm a hemoglobina, uma proteína composta por globinas ligados ao ferro heme, que confere a essas proteínas uma cor característica. Quando essa hemoglobina sofre quebra (hemólise), libera esse ferro heme, formando pigmentos de sua degradação, que são chamados de hemossiderina, e esse pigmento se deposita abaixo da pele.

É importante lembrar ainda que o uso de medicamentos vasodilatadores e colírios também podem contribuir para a diminuição da velocidade da circulação nos vasos, então muito cuidado ao utilizar medicamentos por conta própria! Consulte sempre um especialista e siga suas orientações.

Livre-se delas já!
Para solucionar o problema das olheiras, trazendo melhor qualidade de vida e bem-estar, a ciência cosmética trabalha com ativos que tratam os vários tipos de olheiras, com destaque para o que promove a inibição da hemossiderina. Confira quais são eles:

– Haloxyl: inibe a deposição da hemossiderina por ser anti-inflamatório e através da ação de uma enzima, elimina os pigmentos originados do sangue.
– Nano Kójico: despigmentante pelo mecanismo de quelar cobre, bloqueando a ação da tirosinase e posterior formação da melanina.
– Sambucus: com função anti-inflamatória, venotônica e de melhora do fluxo sanguíneo.
– Cafeisilane C: cafeína biovetorizada com silícios orgânicos que promove ação drenante, reduzindo o inchaço e bolsas.

Tratamentos
O papel do profissional de saúde estética é primeiramente identificar o tipo de olheira, se melânica, vascular ou mista (que combinam os fatores dos dois tipos de olheiras). Para tratamentos em cabine, a estética poderá oferecer máscaras que promovam uma desintoxicação do local, como a de argila, e máscaras clareadoras e enzimáticas, à base de Vitamina C. Os tratamentos podem ser associados à microcorrente e LED, para potencialização.

Os cuidados home care devem ser diários, sempre com produtos cosméticos que contenham os ativos indicados acima, para que reduzam o depósito de hemossiderina e de melanina e que ativem a microcirculação, reduzindo assim o edema.

Como aplicar o creme em casa?
Para que alcancem os resultados desejados, os cosméticos com a função de combater olheiras, bolsas e edemas devem ser passados sempre com massagem na região dos olhos. Por isso oriente sempre o seu cliente qual o sentido certo de aplicação, para que o produto faça efeito. Ainda antes de aplicar o cosmético contra olheiras e bolsas, deve ser feita uma massagem nessa região, bem leve e lenta, aplicada com suavidade. É importantíssimo obedecer ao seguinte sentido: na parte abaixo dos olhos, massagear de fora para dentro (da direção da orelha para o nariz); e na parte superior, o caminho inverso, de dentro para fora. O movimento forma um círculo ao redor dos olhos. Esse movimento deve ser feito de três a cinco vezes antes de aplicar o cosmético.

Essa massagem é importante, pois ela é capaz de ativar o sistema linfático, melhorando a circulação. É uma drenagem, que auxilia tanto na redução do inchaço, ou seja, bolsas de edema, como no clareamento de olheiras vasculares por melhorar o fluxo circulatório. Além disso, prepara a pele para receber o produto, que vai ser passado em quantidade pequena – uma gotinha do tamanho de uma ervilha para a região dos dois olhos – pois com o sistema linfático ativado, a permeação dos ativos é mais efetiva. Após passar o cosmético, a orientação é repetir o procedimento de massagem no sentido correto até sentir que a pele absorveu o produto. Aplique duas vezes ao dia (manhã e noite) para melhores resultados.

Mas atenção: veja que não é qualquer produto para área dos olhos que resolverá seu problema de olheiras, fique de olho na formulação sempre!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here