O que você realmente precisa saber sobre vitamina C

0
615

Com a tecnologia cada vez mais integrada ao universo da beleza, os nano cosméticos estão revolucionando a promessa de um efeito mais eficiente, contra o envelhecimento. O Brasil está estabelecendo rapidamente uma excelente reputação no mercado de tecnologia em cosméticos, superando o desafio de pesquisar e desenvolver produtos dermocosméticos com importantes efeitos fisiológicos, com ativos como a vitamina C.
A vitamina C encapsulada em nano esferas demonstra melhor efeito nos tratamentos estéticos da pele, pois obtemos suas propriedades de forma mais efetiva e integral. Na nano partículas, o princípio ativo cosmético é recoberto por uma capa protetora, que evita sua degradação, liberando-o nas camadas mais profundas da pele, onde realmente terão efeito a nível celular, oferecendo completa ação nos tratamentos de flacidez, proteção antioxidante e ação despigmentante .
A evolução da vitamina C em nanoesferas nos possibilitou superar a ação da Vitamina C pura ou não encapsulada, que na utilização em cosméticos facilmente se oxida na presença da luz, água e temperaturas elevadas, (GALLARATE, M. 1999), exercendo sua atividade somente nas camadas mais superficiais da pele. A tecnologia da vitamina C em nano esferas oferece ação 10 vezes mais potente se comparada a vitamina C pura ou de forma livre , sendo um excelente recurso para o profissional de estética nos mais diversos tratamentos .
De acordo com (Fronza 2007), a seguinte definição pode ser aplicada para um nano cosmético: “uma formulação cosmética que veicula ativo nano encapsulados ou outros ingredientes nano estruturados apresentam propriedades superiores quanto a seu desempenho em comparação com produtos cosméticos convencionais”.

A IMPORTÂNCIA DA APLICAÇÃO TÓPICA
Durante muito tempo acreditava-se que a vitamina C utilizada de forma oral seria também atuante na pele como um poderoso antioxidante, porém a aplicação tópica mostrou-se o melhor método para aumentar a concentração de vitamina C na pele, quando utilizada topicamente, sua concentração é 20 a 30 vezes maior comparada à sua utilização oral (COSTA, 2012).

OS TRÊS IMPORTANTES MECANISMOS DE AÇÃO DA VITAMINA C EM NANOESFERAS

1 DESPIGMENTANTE

A vitamina C em nano esferas penetra na pele até a camada basal onde estão os melanócitos, atua com efeito despigmentante através da ação inibidora da tirosinase, através do mecanismo redutor, revertendo à reação que converte a dopaquinona em DOPA (Figura 1). A melanina, portanto não pode ser formada até que toda a vitamina C seja eliminada (RIBEIRO, 2010). proporcionando uma excelente ação coadjuvante nos tratamentos de hipercromias

id - elaine verissimo

 

 

 

 

 

2 ANTI-INFLAMATÓRIO E SÍNTESE DE COLÁGENO

A vitamina c encapsulada em nano esferas apresenta também efeito anti-inflamatório por reduzir o eritema associado ao pós-operatório de procedimento a laser devendo ser utilizado como pós-operatório diário .
Na formação do colágeno, a vitamina c atua como cofator para duas enzimas essenciais na biossíntese do colágeno a Lisil e prolil-hidroxilases que são enzimas férricas , previne a oxidação do ferro, protegendo as enzimas contra a auto inativação ,possibilitando a formação e a estabilização do colágeno de tripla hélice e sua subsequente secreção no espaço extracelular como pro colágeno, que então é transformado em tropo colágeno.

3 ANTIOXIDANTE

Os radicais livres são moléculas altamente reativas, o seu potencial prejudicial pode ser neutralizada por meio de substâncias antioxidantes na pele, tais como a vitamina C . Estes antioxidantes aplicados topicamente promove um efeito protetor contra os radicais livres, por destruir as vitaminas em primeiro lugar, antes de destruir DNA, as proteínas e outras moléculas importantes (PARCKER, 1992).
A vitamina C avaliada juntamente com a vitamina E e seu efeito sinérgico tem um bom desempenho na capacidade de combater os danos causados pelos radicais livres. Quando a vitamina E reage com um radical livre, ela é danificada, a vitamina C repara o dano causado na vitamina E pelo radical livre, permitindo que aquele continue sua atividade sequestrante.
O sinergismo entre as vitaminas C e E proporciona uma boa proteção contra danos provocados pelo UVB. No entanto, a vitamina C parece ser bem melhor que a E na proteção contra danos de UVA (MICHALUN, M. VARINIS e MICHALUN, NATÁLIA, 2010).

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here