Nutrição e o combate ao envelhecimento cutâneo

0
846
nutricao

Uma das principais causas para se buscar um tratamento estético é, certamente, a preocupação com o envelhecimento cutâneo. Para evitar ou reduzir a aparência das temida rugas, homens e mulheres, têm buscado cada vez mais cosméticos, tratamentos de beleza e mesmo cirurgia plástica.

É importante entender que o envelhecimento acontece de duas formas: o intrínseco ou cronológico, que é a ação natural do tempo e da idade, e o extrínseco, que é ocasionado pelo estilo de vida de cada pessoa.

Fatores como o tabagismo, alcoolismo, falta de exercícios físicos e a exposição em excesso ao sol, são alguns dos fatores extrínsecos do envelhecimento, e em relação à alimentação, não poderia ser diferente.

Você já ouviu aquela frase que diz “Você é o que você come? ”. Pois bem, ela tem um grande fundo de verdade. Sem dúvida, aquilo que ingerimos ao longo de nossa vida tem ação sob a nossa saúde e a nossa aparência. A má alimentação influencia diretamente na qualidade da nossa pele e no envelhecimento cutâneo.

Em relação aos fatores extrínsecos, os raios solares são considerados os maiores causadores do envelhecimento. A radiação ultravioleta leva à perda de elasticidade da pele, ressecamento, manchas, rugas e envelhecimento precoce, além de causar câncer de pele. A literatura científica, aponta que o licopeno e o betacaroteno diminuem os efeitos nocivos da radiação solar, diminuindo o eritema decorrente da exposição solar (queimadura solar) e a incidência do câncer de pele, ou seja, têm capacidade fotoprotetora.

Tanto o licopeno quanto o betacaroteno são carotenóides, que tem ação antioxidante que elimina o oxigênio gerado pela exposição ao sol ou mesmo os gerados pelo nosso organismo, podendo ainda aumentar o fluxo sanguíneo dos tecidos cutâneos e subcutâneos e elevar tanto a densidade, quanto a hidratação da pele.

Estudos já comprovaram que, consumir alimentos ricos em antioxidantes e compostos bioativos capazes de estabilizar os radicais livres, ajuda a minimizar os efeitos extrínsecos do envelhecimento, pois reduz o dano celular.

O resveratrol, encontrado principalmente na casca da uva vermelha, é um potente antioxidante que, associado à vitamina C, vitamina E, vitamina B5, coenzima Q10 e os flavanóides, diminui o estresse oxidativo, potencializando a sua ação antioxidante e evitando o envelhecimento.

As proantocianidinas, também extraídas da uva e as antocianinas, presentes nas frutas e verduras de pigmento avermelhado, ajudam a preservar o colágeno, pois inibem as enzimas metaloproteinases 1 e 2 que degradam o colágeno. O ômega 3, assim como os carotenóides, têm ação fotoprotetora.

Fontes alimentares

  • Licopeno: é encontrado no tomate e derivados processados do tomate, pimenta, morango e outros.
  • Betacaroteno: abóbora, mamão, melão, pêssego, cenoura, batata-doce, brócolis, espinafre, entre outros.
  • Vitamina E: está presente em grãos de cereais, carnes, ovos, produtos lácteos, brócolis e óleos vegetais.
  • Vitamina C: acerolas, laranja, goiaba, brócolis, couve, couve-flor e outros.
  • Flavanóides: Chá verde, suco de uva, ameixa, cacau, vinho tinto, maça e nozes.
  • Ômega 3: Chia, linhaça, nozes, canola e peixes como atum, sardinha e salmão. 

Receita fácil de mix rico em ômegas

Ingredientes:

  • 100g de farinha de linhaça
  • 100g de farinha de chia
  • 100g de nozes e castanhas do Brasil picadas

Modo de preparo: Misture todos os ingredientes, guarde em um pote escuro e mantenha na geladeira. Você pode utilizar para polvilhar saladas, iogurtes e frutas.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here