KEFIR, o probiótico queridinho

0
318

O Kefir é um probiótico, um agrupamento de granulados de micro-organismos vivos, ricos em bactérias ácido-lácticas, bactérias ácido-acéticas e leveduras. São microorganismos que convivem em simbiose envoltos por uma matriz de um polissacarídeo de nome Kefiran.

Segundo estudos, o Kefir contém: 8 leveduras, 2 bactérias acéticas, cerca de 16 lactobacilos, 9 streptococci/lactococci, ácido fólico, ácido pantotênico, biotina(vitamina B), cálcio, carboidratos, fósforo, gordura, lactase, magnésio, niacina (vitamina B3), potássio, proteínas, pyridoxina (vitamina B6), triptofano, vários outros aminoácidos benéficos, vitamina B12, e vitamina K.
Quando cultivado de forma adequada, o Kefir promove muitos benefícios para quem o consome, desde o equilíbrio bacteriano intestinal, dependendo do tempo de fermentação pode ajudar em casos de diarreias ou prisão de ventre, aumento de imunidade, é rico em proteínas, que favorecem a aceleração do metabolismo, alimenta e tem baixo teor calórico e ainda aumenta os fluídos corporais, ajudando a depurar gorduras e toxinas, além de outros mais.
Geralmente as pessoas doam os grãos do Kefir para que outras se beneficiem através do cultivo, que pode ser realizado em casa, de maneira muito fácil e simples, seguindo as regras básicas:

• Nunca armazenar os grãos sem o leite para que não morram.
• A temperatura é fundamental para determinar o tempo de cultivo: geralmente em torno de 25 a 35 a fermentação ocorre dentro de algumas horas. Já quando o tempo está mais frio e conseguentemente a temperatura, a fermentação demora um pouco mais, podendo levar até alguns dias.
• É importante utilizar sempre utensílios de plástico para o manuseio e nunca metálico.
• O recipiente deve ser de vidro, fechado com tule para facilitar a fermentação e proteger o Kefir.
• Caso os grãos permaneçam fora do leite por mais de 48 horas, estes devem ser descartados.
• Quanto maior o tempo de fermentação, menos lactose, melhor para os intolerantes à lactose.
• é recomendável sempre lavar os grãos de kefir com água mineral. Nunca com água da torneira, pois o cloro poderá comprometer a qualidade do produto.

Existem algumas formas de cultivo do Kefir, o mais conhecido é no leite, seja ele integral, desnatado, sem lactose, de soja ou de coco, mas também pode ser cultivado em água com açúcar mascavo. O que se deve levar em consideração são os benefícios distintos que serão obtidos

Quando falamos no cultivo do Kefir em água, recebemos também uma bebida fermentada, porém, com ausência das bactérias acéticas. Já no cultivo com leite, esta bebida apresenta muito mais lactobacilos e microorganismos.

O kefir de leite tem como principal alimento a lactose, já o da água utiliza a sacarose do açúcar mascavo para realizar a fermentação.

O Kefir pode e deve ser consumido diariamente para obtenção de melhores resultados. Trata-se de um alimento de baixa caloria. Em média, 100 gramas de grãos fornecem 37 calorias.

Toda a família pode consumir o Kefir e desfrutar de todos os benefícios citados, além de promover um intenso equilíbrio e bem estar na saúde de cada um.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here